3.12.14

Respostas que se impõem!

Lembram-se desta pergunta pertinente? Pois bem, eu sei que a pergunta era feita para um local em casa, mas esqueçam, a pergunta estava mal feita desde o início. No domingo, quando vinha para Lisboa de comboio, à minha frente ia um senhor a cortar as unhas.
Portanto, o comboio é um bom sítio para cortar as unhas... aparentemente. (estranhamente, só cortou as de uma mão...)


7 comentários:

João disse...

Aparentemente, o balneário do ginásio é um sítio fantástico, dada a frequência com que tenho de fazer cara de nojo ao passar por alguém que as está a cortar.

Pedro Pádua disse...

Em tempos escrevi no Facebook um texto que falaza exactamente isso:
Sou solidário com a tua indignação!!! Aqui vai para leres! Espero que gostem! Lol
O corta unhas que corta a moral…
Para quem anda de transportes públicos é quase inevitável esbarrar com personagens tão carismáticas como os idosos de muletas que correm para apanhar o 44 (carreira da Carris de Moscavide ao Cais do Sodré, via Olivais, Alvalade, Areeiro, Marquês de Pombal, Restauradores, Rossio e finalmente o CAIS DO SODRÉ) para desfrutar da sua excursão matinal.
Uma característica sénior (masculino) muito apreciada é usar comodamente os transportes para a sua manicura.
Verdade seja dita, com a pressa de manhã, muitos são aqueles que não têm tempo para realizar por completo a sua higiene… entende-se assim que, vez por outra, os dedos toquem com relativa suavidade no canto do olho e projectam para o chão uma pequena bola dourada que, com sorte, passa a invisível e não se observa o local de aterragem. (falo da remelus gosmentus zóius)
Se o sossego de uma viagem até ao local de stress diário, o trabalho, tenciona ser tranquila é arrasada imediatamente pelo som irritante de um CLIKT, CLIKT… … CLIKT. As pausas são os momentos em que aquele septuagenário desfruta o nascer da manhã abaixo da ponte 25 de Abril.
A perícia é tal que os cortes milimétricos ouvem-se mas não se sentem embora atinjam velocidades perigosas podendo mesmo agarrar-se à lã de uma qualquer camisola.
Sou inteiramente apologista do uso do tempo de viagem para desenvolver alguma actividade cerebral… por menos cognitiva que ela seja.
Amanhã a minha viagem irá decorrer normalmente, mas eu vou barbear-me pelo caminho!!!

AdamWilde disse...

HAHAHAHAHA

Horatius disse...

Olha, não era eu que ia no comboio a cortar as unhas. MAs frequentemente corto apenas as de uma mão... lol

AdamWilde disse...

@Horatius então e a outra mão? O.o

Horatius disse...

Reparo algum tempo depois que não está cortada... lol

N a m o r a d o disse...

No autocarro da carris também costuma ser local... eu tinha um colega do trabalho que fazia isso ao meu lado, no nosso gabinete na secretária dele...