22.8.14

Uma coisinha rápida sobre um assunto que acho importante

Não sei se já viram nas bancas a Sábado desta semana, mas o tema de capa é "Descobri que o meu marido é gay".
Embora seja uma reportagem interessante (eu já a li), que aborda a vertente feminina da questão e o sofrimento por que estas mulheres passam, acho que se deveria ter focado também nas razões que leva os homens a fazer isto. Isto é, analisar a pressão que os homens recebem para arranjar um emprego, casar e formar família, bem como o facto de que ainda somos demasiado fechados (nós, enquanto sociedade) no que toca a explorar a nossa sexualidade, porque é dito que muitos deles nem sabiam que gostavam de homens!
Como estou de férias e, para variar, me levanto às 10h, tenho ouvido, de vez em quando, o Dr. Quintino Aires (ele pode ser tudo e mais alguma coisa, que sei que há gente que não pode com ele, mas eu gosto de o ouvir e nisto concordo com ele) no Você na TV e o ponto que ele defende sempre, a problemática para onde todas as questões vão desembocar (seja quando ele fala de crimes que aconteceram, seja quando está no consultório aberto) é a falta de educação sexual nas escolas. Precisamos de discutir sobre isto! E não só para termos pessoas esclarecidas e sem medos daquilo que são, mas para que também saibamos construir uma relação! Porque também é preciso de falar de afectos...

2 comentários:

Horatius disse...

Andamos a amar coisas e a gostar de pessoas... o teu post fez me lembrar está frase...

N a m o r a d o disse...

Ui. Deve ser uma sensação de extrema impotência.