2.5.14

A minha primeira vez ainda não vai ser desta

Anyway, o que eu cá vinha mesmo dizer, antes de me deparar com aquele comentário (que não vou publicar, claro), era que não vou votar nas eleições europeias.
Não tenho opinião formada sobre nenhum dos candidatos e estar a vir à terrinha votar é desperdício de tempo e dinheiro e o procedimento para votar em Lisboa envolve demasiadas preocupações minhas, quando isto deveria ser um processo bem mais rápido e fácil. De maneiras que, ainda não é esta a minha primeira vez a ir às urnas exercer o meu direito de voto.

5 comentários:

Kyle Phillipe disse...

apesar de também ter direito, acho que não o vou fazer, não estou minimamente informado para tal

Horatius disse...

Caros Meninos (kyle e Adam), como mais velho que vocês, vou dar-vos nas orelhas:

- Se não estão informados sobre as eleições, têm bom remédio: informem-se! Todos os partidos têm informação online e estão à distância de um clique, para verem quais as com que mais se identificam.

- Já por várias vezes creio que vi no blog de vós dois algumas queixas da situação económica em que estão, que acredito que seja difícil ou tendencialmente pior do que era. Contudo, se hoje estamos como estamos a culpa é nossa (nossa, dos portugueses em geral), que temos os políticos que merecemos. Com abstenções acima dos 50% não podemos ser muito exigentes, e sobretudo não tem moral para criticar os nossos políticos não só quem vota neles, mas sobretudo que não vota.

- Pensem nos vossos avós, que durante muitos anos não puderam votar, porque as eleições eram uma farsa do regime. E eles viviam sobre pressão de uma polícia política, a famigerada PIDE, que não os deixava sequer falar no meio da rua com grupo de amigos.

- Último argumento: se um dia quiserem concorrer a Presidente da República não poderão, se não tiverem votado em todas as eleições. (Dizem, para esta não tenho fundamento, e não sei se será só mito urbano...)

Por último, e atendendo que até aqui vos dei argumentos imparciais, dou agora argumentos "da minha dama": Se não sabem em que votar, votem na CDU, que além de ter um primeiro candidato super sexy, desde os anos 90 que avisou que estávamos a caminhar para este abismo...

AdamWilde disse...

@Horatius, super sexy indeed! xD
Compreendo tudo isso e concordo contigo, a culpa é nossa, o meu problema desta vez é todo o trabalho que tenho que ter para poder votar em Lisboa, dado que não vou estar a vir à terrinha de propósito nesse fim de semnana, quando no fim de semana seguinte lá vou, visto que a minha mãe faz anos.
Eu tenho que contactar o presidente da câmara da minha cidade, enviar-lhe fotocópias disto e daquilo, para ele me enviar os papéis para eu poder votar e ainda tenho que contactar a câmara de Lisboa para saber como é que se vão processar as coisas.
Depois de um político qualquer vir dizer que votar devia ser obrigatório, esperar-se-ia que fosse mais fácil poder votar fora do meu local de residência. Mas não é e, por isso, desta vez, não voto.

Horatius disse...

Já passei por esse processo Adam, uma vez que estava fora do país em trabalho na data das eleições. Sei o trabalho que dá.contudo, e da tua vida Sabes tu, devias dar te a esse trabalho. Concordo que é burocrático de mais, mas isso não é desculpa.

Namorado P.S. disse...

Acho mal.