1.4.14

HIMYM - the end and other stuff

Acabei de ver o final de How I Met Your Mother e...

[SPOILERS! Voltem quando já tiverem visto o episódio ou avancem se não vêem, não falo só de HIMYM neste post]

...sinto-me dividido!
Toda a gente dizia que A Mãe ia morrer, mas eu recusava-me a acreditar nisso, porque não fazia sentido na minha cabeça! Não fazia e não era justo! Afinal, eles estavam certos e eu não.
Mas foi o facto de o Ted ter, supostamente, acabado com a Robin que me fez mais comichão. SIM, eu compreendo, eu consigo compreender que toda a série tenha girado em torno do Ted e da sua paixão pela Robin e que faça sentido que eles terminem juntos. Só que... Ela estava bem com o Barney, eles estavam tão bem um para o outro e a desculpa para o divórcio foi uma grande tanga! E foi uma tanga porque quando o Ted foi ter com a Robin, ela ainda tinha aquela vida. Como é que as coisas iam ser diferentes?
Enfim... Tenho mixed feelings about this.

Agora, depois da "emoção" (lol, desculpem lá, mas o fim da mid-season foi muito mais empolgante! Excepto o facto do Rick ter mordido o outro, foi um momento tão OMFG que eu nem sei!) de The Walking Dead e depois da emoção (agora sem aspas, sim) de HIMYM, vou ver se estudo para as frequências da próxima semana. Só falta acabar de pedir emprestado à internet o album do Ed Sheeran (viciei e estou agora, neste exacto momento, a ouvir I See Fire pela 5ª vez consecutiva) e aí vou eu estudar as algas e os líquenes e essa treta toda.


P.S: Ahh, sim, é dia das mentiras. Nas manhãs da Comercial (que eu hoje tive aula às 8 da manhã e ouvi um pouco) pediram para ligar e dizer qual foi a mentira que nos tinham pregado e que nós tínhamos acreditado, bem, foi esta. No ano seguinte acho que me tentou dizer que tinha cortado um dedo por acidente à bulha com o irmão, mas, depois de raciocinar um pouco, cheguei à conclusão que era mentira, ou ele não continuava a enviar-me sms.

Sem comentários: