20.12.13

Excertos da última aula de História do Pensamento Biológico - parte 2

Há uma tribo, chamada, Tuvan, que tem duas palavras com significados curiosos:
  • Songgaar: Andar para trás ou futuro
  • Burungaar: Andar para a frente ou passado.
Não, eu não me enganei. Parece-vos estranho? A mim também, que sempre ouvi dizer coisas como "bola prá frente" e "para a frente é que é o caminho", mas depois comecei a pensar e até faz bastante sentido. Imaginem:

Eu nasço. (Dá um passo atrás e deixa cair uma folha)
Eu aprendo a andar. (Dá um passo atrás e deixa cair uma folha)
Eu entro para a escola. (Dá um passo atrás e deixa cair uma folha)
Eu vou para artes. (Dá um passo atrás e deixa cair uma folha)
Eu mudo para ciências. (Dá um passo atrás e deixa cair uma folha)
Eu entro para Biologia. (Dá um passo atrás e deixa cair uma folha)
Tudo o que está à minha frente é o meu passado, isto são as coisas que

eu vejo, que eu já vivi, estou de frente para elas. Mas alguma vez eu poderei saber aquilo que me irá acontecer ou o que não me irá acontecer? Não, porque estou de costas e não vejo.
Para me simplificar o pensamento, eu costumo chamar-lhe andar para a frente de costas.