5.9.13

O passado volta sempre

Há dois anos escrevi isto:
O que é ser-se normal? É fazer o que a maioria faz? É abdicar de sermos nós mesmos para sermos aceites pela sociedade?
Se é, prefiro ser visto como anormal, prefiro ser olhado de lado e saber que falam de mim nas costas; mas ao menos mantenho-me fiel à minha essência, a mim.
(Na íntegra, aqui.) 
Escrevi-o para o Edu que me dizia que queria ser normal, queria ser como os outros para não ter problemas. E eu respondi-lhe. Respondi-lhe dessa maneira, porque nessa altura era forte.
Mas hoje, dou por mim a querer ser normal, a querer desistir de mim para ser aceite na sociedade; dou por mim a desejar não ser visto como anormal.
Cansei-me de lutar contra a corrente e agora só quero que a corrente me leve, me arraste com ela, me impeça de pensar por mim.

7 comentários:

Kyle Phillipe disse...

somos dois...

r: não sei, pode ser diferente

Aaron Suzaku disse...

mas o que é ser normal para ti?

AdamWilde disse...

@Aaron Suzaku para mim ser normal é ser igual aos outros, tão igual que não me diferencie em nada. Mas eu sei que não existe tal coisa de ser normal...

Aaron Suzaku disse...

claro que não existe ser-se normal, o que é normal para ti pode não o ser para mais ninguém.
mas não consigo perceber a necessidade de ser-se igual às outras pessoas.. é bom ser-se diferente, é bom ser-se especial, único. é bom que as pessoas olhem para algo e digam "é mesmo a tua cara" ou "tem tudo a ver contigo", se fores iguais a toda a gente, nada em ti marca pela diferença e tornas-te numa pessoa aborrecida.

AdamWilde disse...

@Aaron Suzaku eu sei disso, contudo, quero ser igual aos outros porque os vejo felizes...
Eu sei que é uma grande parvoíce, mas é isto que sinto!

Aaron Suzaku disse...

então não estás à procura da tua felicidade, mas sim a felicidade dos outros, e essa felicidade nunca será tua. estás a seguir o caminho errado a meu ver.
pensa bem rapaz :)

AdamWilde disse...

Não é isso, é só que eles são felizes e eu, da maneira que sou, não sou feliz, pelo que algo deve estar errado comigo, certo?
Eu penso nisto, mas, ao mesmo tempo, sei que isto está tão errado e que sou estúpido por pensar assim, contudo, a emoção sobrepõe-se, por vezes, à razão e não é possível fazer nada contra isso.