16.12.12

Eu ando assim...

[Pink - Just Give Me A Reason]

Hoje tinha um jantar de Natal, com o meu grupo de amigos (aliás, devem lá estar agora), mas não me apeteceu ir... Eu menti-lhes e disse que vinha cá a minha madrinha (o que foi parvo) e sei que alguns deles vão ler isto aqui, por isso é que me venho explicar (isso e porque preciso de desabafar).
O meu namorado foi para Madrid na quarta, chegou ontem. Nesses dias, não falámos.
Sinto uma coisa estranha entre nós e não sei como fazer isso desaparecer... Ultimamente tenho andado a pensar relativamente muito e sinto-o distante e também acho que estou distante, mas não sei como fazer para mudar isso. Toda esta situação está a fazer com que não me apeteça ir a Lisboa ter com ele. É feio, eu sei, mas sei lá, tenho andado assim... Embora eu queira estar com ele e quando estou com ele me sinta a pessoa mais feliz no mundo, tenho-me andado a questionar onde é que nos vamos parar: não me têm surgido cenários nada bons.
Ainda não lhe falei disto e ele provavelmente vai lê-lo aqui(devo ser estúpido, eu!), mas é algo que gostava de falar com ele.
(Gee, mas eu tenho tantas saudades de o beijar!)
Depois, e a memória é tão cruel e uma filha da puta (perdoem a linguagem), ando-me só a lembrar dos momentos bons que tive com o meu ex... E de como agora nem nos falamos e viramos a cara para o lado quando passamos um ao lado do outro. Isto faz-me perguntar quão diferentes seriam as coisas se... No meio disto tudo, decidi não ir ao jantar, porque ele provavelmente vai lá estar. Não querendo ficar incomodado, nem causar maus ambientes (e porque, sinceramente, não me apetece de todo, depois de passar um Domingo em pijama, arranjar-me para ir sair à noite... eu sei, sou anti-social), decidi ficar por causa e não ir gastar dinheiro. Preciso de poupar para a viagem a Londres e para ver se consigo comprar uma máquina fotográfica nova, baratinha e decente.
E eu tenho andado assim, a pensar demasiado nas coisas. Às vezes gostava de ter a vida perfeita que o meu ex disse que eu tinha... E fiquei a pensar numa coisa que ele me disse, na noite em que cá veio dormir: "e depois, como vai ser? Acabas o 12º ano e vais para Lisboa, não interessa para que curso, interessa é Lisboa?", foi algo assim.
Eu sei que o texto está um bocadinho fora de ordem, mas que se lixe, pelo menos já deitei cá para fora algumas coisas...
E o Natal é daqui a uma semana, a minha casa foi decorada só ontem, mas o meu espírito natalício ainda não chegou, nem deve chegar, ou talvez chegue, quando estiver a enfardar sonhos e fatias douradas... Viva o açúcar, que o mundo acaba na Sexta feira.

3 comentários:

Rapaz das marés disse...

eu compreendo-te muito bem, ainda hoje me debati com o mesmo, "fui feliz sem o saber", não percas o teu namorado, se realmente o amares.

João Francisco disse...

Vai com calma rapaz ... Se há algo que a vida me ensinou é que nao podes apagar o passado . Especialmente se ele de facto importou . Portanto quando li há umas semanas que voces deixaram de falar , percebi imediatamente que isso seria temporario . Tenho a certeza que as saudades que tens dele são reciprocas , porque nenhum amor termina assim ...

um coelho disse...

A distância é lixada, mas pode ser ultrapassada quando há vontade para isso. Tens exemplos por aqui de pessoas assim. É preciso é estarem os dois 'sintonizados' no mesmo canal, e isso é que não sei se será assim.

Em relação ao teu ex, eu sempre gostei muito de vos ver juntos, mas isso não significa que vocês sejam feitos um para o outro ou que esteja traçado que vão ficar juntos. Lembrar o passado com nostalgia não é mau. Lembrar com saudade e desejar estar na mesma situação outra vez, isso é que já é outra coisa.

Ah, e mais do que vir para Lisboa a todo o custo, concentra-te em ires para o curso que te realiza e te maximize as possibilidades de emprego.