5.8.12

Lá por Lisboa...

Regressei a casa, depois de umas férias bem merecidas e fantásticas! Foram as melhores férias em Lisboa: fui conhecer o Adolescente Gay e passear com ele pela cidade, confesso que nunca tinha estado no Príncipe Real, no Bairro Alto ou no Chiado... Triste, eu sei!
Tive dias de praia excelente, trabalhei bastante para o bronze e para engordar, a quantidade de chocolate que comi foi enorme e os gelados e as sobremesas (bolo brigadeiro, sempre!) deram cabo de mim para o ano inteiro (váá, que nem estou assim tão mal!) e ainda conheci um leitor do blog muito especial...
E é aqui que entra a parte mais especial das minhas férias em Lisboa e que espero que se prolongue por muito tempo. Eu e o menino leitor do blog, começámos a trocar emails à algum tempo atrás e fomo-nos conhecendo, até que eu fui para Lisboa (de onde ele é). Trocámos números de telemóvel, fomos falando e combinámos uma ida ao cinema (Magic Mike, o melhor para um primeiro encontro, ou então não xD). 
Ele é um rapazinho magrinho como eu, com os dois primeiros nomes iguais aos meus, muito fofo e muito inocente, demo-nos muito bem! A despedida foi muito constrangedora, porque não sabíamos o que fazer... Havia ali mais qualquer coisa, mas somos ambos tímidos. 
Continuámos a falar e combinámos um segundo encontro, num jardim sossegado e aí veio o primeiro beijo, o segundo, o terceiro, o quarto... Veio o primeiro passeio de mãos dadas (sou tão tímido que o rapaz me apanhou a mão, olhei para ele, sorri, baixei a cabeça e acho que corei), que foi tão estranho (nunca o tinha feito e era esquisito estar ali descontraído com ele) quanto fantástico. Acho que namorávamos. 
Ontem (Sexta-feira) fomos ao cinema e fomos dar mais um passeio e entre beijos perguntei-lhe se queria namorar comigo, ao que ele me responde com outra pergunta "Não éramos já namorados?", "ai que ele é tão lindo", pensei eu.
Eu sei que pode parecer tudo muito repentino, mas não é! 
Ele é uma pessoa fantástica, derreto-me todo com ele, somos tão melosos que tenho vontade de ler Nicholas Sparks e de ver as adaptações cinematográficas das obras do senhor (vou-me controlar nesta parte que é melhor fazer do que ver... e isto soou tão mal!), eu não era assim! xD 
Confesso que não tinha saudades de casa, não senti falta do Facebook ou da internet em geral (excepto para algumas pesquisas) e muito menos dos papás; estava tão bem com a minha tia (que tem uma bondade de avó) que por lá ficava sempre.

5 comentários:

Lobo Solitário disse...

Oh tao fofinhos *-*

iLoveMyShoes disse...

:)

Antony disse...

pelo menos alguem com sorte no amor, que corra bem isso :)

Rapaz das marés disse...

muitas felicidades para vocês, a sério (:

e fizeste-me rir com aquilo do Nicholas Sparks^^

Sigo-te!

www.rapazdasmares.blogspot.pt

sad eyes disse...

é uma histórias bonita :)