5.7.12

Conversas ao Jantar

A minha mãe diz que o Angélico era simpático, mas nunca o conheceu. No entanto, "pelo que se viu e vê na TV" é que ela diz que ele era simpático. 
Isso não sei, nunca o conheci! 
Só acho que uma pessoa, quando morre, passa a ser a pessoa mais querida e mais perfeita que já caminhou na face da Terra: Toda ela era felicidade, toda ela era altruísmo (ATENÇÃO que já não me refiro especificamente ao Angélico, mas a todo o comum mortal)... 

E acabo de tomar consciência de que não devia falar nisto, porque felizmente ainda não sofri a perda de ninguém próximo na minha família. Portanto, é melhor esquecerem e desculpem qualquer coisinha.

1 comentário:

adolescente gay disse...

Já me faleceu um familiar próximo... mas sim, é verdade, quando se morre toda a gente vira Santa, passado uns anos, vira-se pecador... depois é esquecida. É sempre assim e será connosco igual XD
(genericamente falando!!!!)


Beijinhos e porta-te mal!! ;)