10.2.12

Preciso mesmo de deitar isto cá para fora...


Passo noites em claro a pensar no meu futuro, se tomei as decisões certas, se estou a ir pelo caminho errado…
Se dantes o futuro me assustava porque era demasiado incerto, hoje o futuro apresenta-se-me como um abismo para o qual, inevitavelmente terei de mergulhar.
A questão é que estou a viver o futuro e, ao mesmo tempo, a construí-lo, mas posso estar a construir um futuro onde não quero viver ou posso não estar a construir futuro nenhum. Posso estar a construir um futuro onde serei bem-sucedido mas infeliz, ou posso estar a construir um futuro onde estarei a viver na rua…
Tenho dúvidas, muitas dúvidas sobre aquilo que devo fazer; por um lado o coração diz-me para avançar e falar com as pessoas certas, para me esclarecerem sobre a mudança que quero para a minha vida, por outro lado o cérebro pergunta-me se será o mais sensato, se depois não me vou arrepender, se estou assim por trabalhar pouco, se quero desistir porque é mais fácil.
Mas não, não é nada disso! Acho eu…
Simplesmente sinto que não fui feito para estar onde estou e que, se mudasse, estaria melhor, seria mais feliz e estaria onde acho que pertenço. Mas não sei, não sei nada e isso atormenta-me todas as noites antes de adormecer.
É o meu futuro, o meu futuro que se apresenta diante de mim como um abismo… Mas, desistir, nunca!

2 comentários:

Lobo Solitário disse...

É esse o espírito, nunca desistas.
Também me encontro na mesma situação, mas estou a fazer um esforço para continuar e ser bem sucedido e tornar o meu sonho realidade.

Acho que a chave é mesmo o trabalho e o esforço.

João disse...

Fala com toda a gente, tira todas as dúvidas. Ouve as pessoas cuja opinião respeitas. Interioriza as sugestões. Esclarece-te e decide, estando em poder das respostas a todas as perguntas que te apeteça fazer.
Não há garantias de que escolhas pelo melhor, mas as probabilidades aumentam imenso!

Abraço :)