31.12.11

O Concerto!

[O Castelo de Almourol, na viagem de comboio]




Fomos de comboio até Lisboa e chegámos lá às onze e qualquer coisa... Durante a viagem, jogámos Uno, à bisca, ouvimos música, li e dormi (porque ele não lhe apetecia) e rimos muito! Era disto que estava a precisar para me curar de toda a tristeza dos dias anteriores... Foi sem dúvida um excelente começo de férias.




Fomos ao Vasco da Gama, Parque das Nações e depois apanhámos o metro para o Marquês (primeira vez que andei de metro, sim senhor!).

As árvores que o Sousa Tavares apelidou de horríveis,
esta era a da minha cidade

A partir daí foi sempre a pé, depois de termos subido o Parque Eduardo VII (e de eu ter "aturado" o casalinho gay que ia comigo, que estavam claramente a fazer-me invejo por não ter levado o Eduardo), voltámos a desce-lo (já diziam os pinguins do Madagáscar, na curta metragem de natal: "tudo o que sobe tem de descer") e continuámos a descida pela Avenida da Liberdade e por aí fora. Fomos a um museu de Design que encontrámos e que tinha a entrada gratuita (e porque tínhamos imenso tempo!) e ainda fomos à Praça do Comércio (onde fizeram aquela coisa com as velinhas) e aos Restauradores...



Mais à tardinha, eu e o meu amigo (já sem o namorado, que era de Lisboa) demos um salto à Sé de Lisboa e apanhámos o eléctrico até ao CCB (que por acaso não pagámos porque não tínhamos moedas...), onde encontrei um rapaz que tinha estado comigo nas Olímpiadas do Ambiente, nos Açores. Foi giro encontrá-lo, até porque ele tem um cara tão fofa xD


Chegados ao CCB, ainda tivémos tempo de jantar, de dar uma volta demorada pela Bertrand (eu sozinho, porque o meu amigo estava sentado num sofá, de estafados que estávamos, mas o meu amor pelos livros...) e de ir até ao Padrão dos Descobrimentos tirar umas fotografias malucas que não vou por aqui porque envolvem posses muito comprometedoras da parte dele (porque eu sou um santo!)...


Enfim, depois foi o concerto!... Eu nem sei que dizer da voz da Viviane além de que é absolutamente espectacular! Foi barato para a magnificidade (isto existe?) do concerto. Giro, é que era uma sala pequena e ainda soube melhor; até tirei uma foto com ela e pedi um autógrafo!
Tenho a dizer que ela é muito simpática e atenciosa, diz "fixe" e eu adoro-a!
No dia seguinte estivémos em casa da minha tia, onde fomos passar a noite... Depois, estivémos a tarde toda no Parque das Nações, o meu amigo estava com o namorado e eu com o Lobo Solitário (mas, calma, porque eu sou comprometido!!). Fui finalmente conhecê-lo e ele é um rapaz porreiro, excepto para deixar que lhe tirem fotos, irra!
Voltar a casa nunca soube tão bem, depois de experimentar a confusão do Vasco da Gama... Lembrei-me do meu querido Fórum e de como eu só o vira tão cheio uma vez, a ponto de as pessoas andarem aos encontrões umas nas outras e foi no dia da abertura... De resto, nunca mais vi! Ahh, e a minha cama e o meu sofá...

2 comentários:

Lobo Solitário disse...

Quando vieres cá outra vez eu juro que tiro fotos contigo xD E também adorei conhecer-te, foi um dia mesmo awesome.

um coelho disse...

Um museu de design??? Isso não parece nada gay! Foram ao MUDE, certamente, não digas simplesmente que foram a um museu de design.

Foi uma pena que este ano as decorações de natal estavam muito pobres cá em Lisboa.