24.9.11

Como é que as amizades (e outras relações) chegam ao fim?

Como é que as amizades chegam ao fim?
Será que, a dado momento, uma das partes, ou até ambas, começam a sentir desinteresse pela relação; ou será que existe uma das partes que se afasta propositadamente?
Não sei como acabou a nossa amizade… Zangávamo-nos imensas vezes, mas no final do dia já estava tudo bem, no máximo no dia a seguir! Mas houve uma altura em que começámos a afastar e eu não sei porquê!
Não acho que tenha havido desinteresse, mas acho que me tenha afastado propositadamente devido à incompatibilidade que agora existia. Afinal somos seres em constante mudança e evolução, logo é normal que o que queríamos ontem não seja o mesmo que vamos querer amanhã.
E o mesmo se passa com as relações, sejam amorosas ou de companheirismo; o que nos leva a gostar de estar com uma pessoa hoje, seja romanticamente ou não, não é o mesmo que nos vai levar a gostar de estar com uma pessoa amanhã.
Nesse caso, ou ambas as partes se tentam ajustar um ao outro, ou então a relação morre porque não evoluiu.
E então chegamos à parte em que, forçosamente, temos que concluir que nada é eterno e que existe sempre uma data de validade a ser expirada. Portanto acontece o mesmo que aos produtos que consumimos: podemos ter a sorte de não ficarmos mal, depois da data de validade ter expirado; ou então podemos ter a infelicidade de sair bastante magoados.

1 comentário:

Peter Pan disse...

É, às vezes, as amizades acabam inexplicadamente. Há dois anos que terminei a amizade que tinha com uma rapariga que era quase uma irmã. E ainda hoje, me pergunto o que se passou entre nós. Nem uma discussão houve, simplesmente morreu. Espero que não fiques muito em baixo, estas coisas podem ser demasiado duras.

Abraço.