17.6.11

Há séculos que não ouvia (nem via) isto... II

Sem comentários: