1.1.11

Dois Mil e Dez

Dois mil e dez chegou ao fim, mas parece que passou a correr e que vários dias foram passados à frente. Prova disso é eu ainda me lembrar muito bem do início do ano que agora acabou, perfeitamente. Mas não só o início como tudo o que sucedeu a partir daí.
Lembro-me como se tivesse sido ontem.
Não comecei o ano da forma que gostaria (nunca começo), até o comecei triste. Alguns dias depois, nevou na minha cidade e lá para o fim do mês estava a sair do armário a um amigo (e foi aí que encontrei o amor).
Os meses passaram, estive nos Açores e conheci gente fantástica de quem tenho imensas saudades.
Na escola, era o meu último ali; passei grande parte do primeiro período a desejar que o ano acabasse para sair de lá e o resto do ano a lamentar que o tempo passava depressa demais.
Veio o Verão. Tive umas férias incríveis, conheci mais amigos (pessoalmente, desta vez) e foi maravilhoso. Ainda tive tempo de remodelar o meu quarto e limpar a casa toda, de alto a baixo.
Depois do Verão, começou a escola. Fui para uma escola nova… Fiquei desiludido, pois todos me diziam que ia ser melhor, que lá era tudo mais open-minded… Mas como poderia isso ser possível, se as pessoas eram praticamente as mesmas?
Enfim, adaptei-me à escola e aos professores e aos colegas. Acabei o período com notas razoavelmente boas.
Pelo meio, ainda fui ao concerto da Lady GaGa, onde me senti livre, eu, orgulhoso de mim mesmo. A diversidade de pessoas que ali estavam era estonteante! E ainda foi melhor, pois conheci pessoalmente aqueles rostos escondidos por detrás de um computador e com quem eu falava todos os dias.
Relembro com nostalgia, tudo isto! O que é que se poderia esperar de mim, eu, que sou um pouco saudosista?
Neste processo todo, acho que posso afirmar que cresci. Cresci com experiências e pessoas; pessoas a quem estou grato por terem aparecido na minha vida e que espero nunca saírem…
Mas nada é eterno…
Infelizmente!

A.W.

2 comentários:

Eric disse...

Á medida que o tempo passa, todos nós crescemos.

um coelho disse...

Importante é aproveitarmos as experiências positivas para crescermos!