31.12.11


Desejo a todos os leitores um fantástico 2012! 
(Acho que esta imagem é mais do que apropriada para esta ocasião, hahahaha!)


Apesar de não gostar muito desta celebração e de comer passas e de beber champanhe e de fazer resoluções... Uma coisa quero cumprir no próximo ano:

  1. Apenas vir ao computador ler blogs ao fim-de-semana, caso contrário perco muito tempo nos dias de semana... 
Vai custar, porque eu estou viciado nisto, mas tem de ser, para levantar as notas e para ver se tenho uma boa média para ver se dou um rumo ao meu futuro, porque agora ainda está tudo muito envolto em nevoeiro e eu não gosto disso.

O Concerto!

[O Castelo de Almourol, na viagem de comboio]




Fomos de comboio até Lisboa e chegámos lá às onze e qualquer coisa... Durante a viagem, jogámos Uno, à bisca, ouvimos música, li e dormi (porque ele não lhe apetecia) e rimos muito! Era disto que estava a precisar para me curar de toda a tristeza dos dias anteriores... Foi sem dúvida um excelente começo de férias.




Fomos ao Vasco da Gama, Parque das Nações e depois apanhámos o metro para o Marquês (primeira vez que andei de metro, sim senhor!).

As árvores que o Sousa Tavares apelidou de horríveis,
esta era a da minha cidade

A partir daí foi sempre a pé, depois de termos subido o Parque Eduardo VII (e de eu ter "aturado" o casalinho gay que ia comigo, que estavam claramente a fazer-me invejo por não ter levado o Eduardo), voltámos a desce-lo (já diziam os pinguins do Madagáscar, na curta metragem de natal: "tudo o que sobe tem de descer") e continuámos a descida pela Avenida da Liberdade e por aí fora. Fomos a um museu de Design que encontrámos e que tinha a entrada gratuita (e porque tínhamos imenso tempo!) e ainda fomos à Praça do Comércio (onde fizeram aquela coisa com as velinhas) e aos Restauradores...



Mais à tardinha, eu e o meu amigo (já sem o namorado, que era de Lisboa) demos um salto à Sé de Lisboa e apanhámos o eléctrico até ao CCB (que por acaso não pagámos porque não tínhamos moedas...), onde encontrei um rapaz que tinha estado comigo nas Olímpiadas do Ambiente, nos Açores. Foi giro encontrá-lo, até porque ele tem um cara tão fofa xD


Chegados ao CCB, ainda tivémos tempo de jantar, de dar uma volta demorada pela Bertrand (eu sozinho, porque o meu amigo estava sentado num sofá, de estafados que estávamos, mas o meu amor pelos livros...) e de ir até ao Padrão dos Descobrimentos tirar umas fotografias malucas que não vou por aqui porque envolvem posses muito comprometedoras da parte dele (porque eu sou um santo!)...


Enfim, depois foi o concerto!... Eu nem sei que dizer da voz da Viviane além de que é absolutamente espectacular! Foi barato para a magnificidade (isto existe?) do concerto. Giro, é que era uma sala pequena e ainda soube melhor; até tirei uma foto com ela e pedi um autógrafo!
Tenho a dizer que ela é muito simpática e atenciosa, diz "fixe" e eu adoro-a!
No dia seguinte estivémos em casa da minha tia, onde fomos passar a noite... Depois, estivémos a tarde toda no Parque das Nações, o meu amigo estava com o namorado e eu com o Lobo Solitário (mas, calma, porque eu sou comprometido!!). Fui finalmente conhecê-lo e ele é um rapaz porreiro, excepto para deixar que lhe tirem fotos, irra!
Voltar a casa nunca soube tão bem, depois de experimentar a confusão do Vasco da Gama... Lembrei-me do meu querido Fórum e de como eu só o vira tão cheio uma vez, a ponto de as pessoas andarem aos encontrões umas nas outras e foi no dia da abertura... De resto, nunca mais vi! Ahh, e a minha cama e o meu sofá...

Antes de o Lourenço decidir tirar férias...

...eu estava um pouco em baixo: era final de período, tempo de fazer o balanço do primeiro período e de receber as notas dos últimos testes e apresentar os últimos trabalhos. As notas dos últimos testes desceram todas, no geral, o que era incompreensível, pois eu tinha estudado tanto para os primeiros testes, isto deixou-me zangado comigo próprio e com a sensação de que mais valia era desistir.
Depois, com as apresentações dos últimos trabalhos, a pressão e o stress fazem com que as pessoas digam coisas que normalmente não diriam... Digo eu. Acontece que a apresentação do trabalho de Biologia, que era o último, correu mal (apesar de termos tido 18) e as culpas vieram para mim (quem me culpou foi a "porta-voz"): porque eu deveria ter transferido a informação toda para o PowerPoint no Sábado, para no Domingo ser só tratar a parte estética. Acontece que se os restantes membros do grupo, dois, me enviaram a informação às dez da noite desse mesmo Sábado, o que eu acho uma falta de respeito para comigo, ainda para mais quando tinha avisado que ia ter visitas no Domingo e que ia fazer a depilação nesse dia (sim, foi muito doloroso, mas não chorei e/ou gritei). Pior, a informação não estava tratada como eu pedi: em esquemas, apenas com a informação essencial, para se por no PowerPoint para não aparecerem lá diapositivos com carradas de texto, que é muito mau! E pior ainda, a "porta-voz" foi para o Algarve nesse fim-de-semana, e eu nem vou fazer comentários sobre isso, e o outro membro do grupo que não fez praticamente nada, apenas a parte referente à doença genética que escolheu, que se deitou ás dez da noite no Domingo enquanto eu e a "porta-voz" estivémos até à uma da manhã para fazer o trabalho, não levou com raspanetes nem com indirectas... Parecia que o trabalho era só entre eu e a "porta-voz", o que é estúpido.
E com isto tudo, fui-me abaixo... Não, não desisti da natação (felizmente!), mas naquele dia tive mesmo de gritar que não queria ir mais para que me compreendessem e para eu perceber que precisava de ir. Para agravar as coisas, a fonte de alimentação decidiu dar o berro impedindo-me de marcar "encontros" com pessoas em Lisboa (e mais uma vez, peço desculpa por isso).
Foi nestas condições que fui para Lisboa... Mas a viagem acabou por se revelar fantástica e o concerto maravilhoso!

E como este texto está enorme, mas tinha mesmo que escrever isto tanto para eu por as ideias em ordem como para perceberem porque é que estava assim, daqui a pouco já ponho umas fotos da viagem e conto como foram as coisas...

Porque todos precisamos de uma mensagem positiva...


Absolutamente divinal! Se toda a publicidade fosse assim...

P.S: Já só me faltam 294 actualizações!

30.12.11

Did you miss me?

Eu sei que estive ausente durante duas semanas, que a última vez que aqui escrevi estava no meio de uma espécie de esgotamento (eu adoro ser dramático, acho que herdei isto da minha mãe) e que fui a um concerto e não disse nada...
Acontece que ainda nem as férias tinham começado e o meu computador decidiu tirar, ele próprio, as suas férias no dia 18. E pronto, lá fui eu para Lisboa, deixando o Sad Eyes "pendurado" por não ter podido ler os emails para combinar alguma coisa com o rapaz... E só hoje é que o meu computador (o Lourenço) veio para casa e a funcionar comrrectamente (sim, porque o técnico veio cá entregá-lo a casa duas vezes, antes de ele conseguir ficar ligado tempo suficiente para eu poder fazer alguma coisa).
Tenho muito (mais) para dizer, mas fica para amanhã (coelho, promete que não me apareces aqui a meio da noite a ameaçar-me para eu dizer como foi o concerto!), porque eu comprei o último livro da saga do Eragon, Herança e estou a ler os livros todos... (Agradeço ao Lourenço por ter falhado, porque me deu tempo suficiente para ler dois calhamaços, ver séries e estudar, sem sentir que estivesse a desperdiçar tempo... E vejam lá que ainda tive tempo para brincar com os meus legos, porque há que alimentar a criança que há em nós, e para fazer limpeza à casa!)
O meu único problema foi que ainda não comecei a ler Os Maias...

Até amanhã.

P.S: Tenho mais de 500 actualizações para ler... Parem de escrever, por amor da santa!

13.12.11

Já chegaram os bilhetes!

Dia 17 de Dezembro vou ao concerto da... *que entrem os tambores* Viviane!
Finalmente vou vê-la, não consigo explicar mas há algo nela e nas músicas dela que me fascina.


P.S.: Mas acontece que já não tenho muita vontade de ir, de conviver com as pessoas que vão ter comigo... Mas talvez seja isso que me faça falta.

What is wrong with me?!

Pai - Vai -te vestir imediatamente!
Eu - Não quero ir à natação.
Pai - Vai-te vestir imediatamente, ando a pagar para quê?
Eu - Não, não vou! Não quero ir hoje, não quero ir nas férias, não quero ir mais, não quero ir hoje!
*Comecei a chorar depois disto.*

9.12.11

Sou feliz só por preguiça. A infelicidade dá uma trabalheira pior que doença: é preciso entrar e sair dela, afastar os que nos querem consolar, aceitar pêsames por uma porção da alma que nem chegou a falecer.
em "Mar me quer", Mia Couto.

[Não sei porquê, mas adorei este livro... É pequeno, mas tem um grande conteúdo!]

Ditos do avô Celestiano #8

"Quando sentiu que estava morrendo, meu avô Celestiano chamou a mulher e pedui-lhe:
-Deixa-me fitar teus olhos!
E ficou, embevecido, como se a sua alma fosse um barco deitado num mar que eram os olhos de sua amada.
-Tens frio?, perguntou ela vendo-o tremer.
-Não. És tu que estás a chorar.
-Chorar, eu? Começou foi a chover." em "Mar me quer", Mia Couto

Notas

Para quem não percebeu a piada do post anterior, eu explico: o DNA é uma molécula com duas cadeias antiparalelas sendo que uma começa no carbono 5 da desoxirribose e termina no carbono 3, da mesma; a outra cadeia está invertida (grande aula de biologia, anh?!).

Tive 13.5 a Matemática, fantástico, não?! (Seguidores que percebem de Matemática, que gostam de Matemática, não me venham com coisas, a nota é boa e pronto!)
Era o que eu precisava para não tirar negativa no final do período (7+13.5=20.5 ; 20.5/2=10.25) e é basicamente a nota que eu tirava no ano passado, por isso...

A Português tive 14, exactamente o mesmo que no 1º teste... Uma pessoa constante, eu! Eu já contei que a Física-Química no ano passado andei 2/3 do ano a tirar entre 14.3 e 14.8? A nota mais alta foi um 15.3 e a mais baixa um 10 ou 11 vírgula qualquer coisa...

E pronto, é só isto, as minhas mãos estão congeladas e é notável como consegui escrever tanto!

8.12.11

O sentido da vida


Se fosse assim tão fácil... 

Sabe tão bem!

Um final de dia bom?
Jantar no sofá a ver "Sex and the City", "A Modern Family" e "How I Met Your Mother". E se forem dois dias seguidos, melhor ainda!

P.S: Tenho teste de Fìsica amanhã e não estudei quase nada (sejamos realistas, nada mesmo)... Vamos ver como corre.

Ditos do avô Celestiano #7

"O coração é uma praia" em "Mar me quer", Mia Couto

7.12.11

Mais do que nunca, tenho gente a dizer-me que preciso de um curso de relações humanas...

Ditos do avô Celestiano #6

"O caracol se parece com o poeta: lava a língua no caminho da sua viagem." em "Mar me quer", Mia Couto

6.12.11

Ditos do avô Celestiano #5

"O mar tem um defeito: nunca seca. Quase prefiro o pequenito lago da minha aldeia que é muito secável e a gente sente por ele o mesmo que por criatura vivente, sempre em risco de terminar." em "Mar me quer", Mia Couto

5.12.11

O meu momento diva...



...naquele momento em que a turma toda se cala, de propósito, só para me ouvir dizer:
- A Beyoncé tem um casamento muito estável com o Jay-Z e até está grávida!! Quem anda aí para as curvas e a provocar boners no outros é a J.Lo...

Ditos do avô Celestiano #4

"Chaminé que construísse em minha casa não seria para sair o fumo, mas para entrar o céu." em "Mar me quer", Mia Couto

4.12.11

Ditos do avô Celestiano #3

"A canoa se fez ao mar, um cisco entrou nos olhos de Deus." em "Mar me quer", Mia Couto


3.12.11

Situações familiares

É interessante quando eu descobro coisas acerca da minha família que se passaram à dois anos, ou menos, e que eu desconhecia totalmente... E depois quando os meus pais afirmam que isso foi muito discutido cá em casa eu fico a pensar que ou sou muito distraído, ou então passo muito pouco tempo com os meus pais.
Ambas são verdadeiras neste caso (mesmo sabendo que isto é uma disjunção exclusiva e que uma das disjuntas ter de ser falsa), sou um bocado distraído e quando toca a mexericos faço orelhas moucas porque odeio que façam isso!
E não gosto quando os meus pais o fazem... E pior é comentarem entre si a vida de pessoas com quem se zangaram e já não falam à uns 5 anos.
No entanto o não saber as coisas faz-me sentir uma pessoa à parte da família (o que, diga-se de passagem, não é novidade, porque apesar de me dar bem com as pessoas, eu adoro o meu cantinho ao contrário do resto das pessoas) e faz-me ver que cá em casa as relações andam más.
Eu chego a casa e meto-me no quarto, seja no computador ou a estudar, estou com os meus pais às refeições e pouco mais... À noite só não vou para a sala fazer-lhes companhia porque estou no computador e eles estão a ver a Casa dos Segredos, coisa que dispenso!


Ditos do avô Celestiano #2

"Lançamos o barco, sonhamos a viagem: quem viaja é sempre o mar." em "Mar me quer", Mia Couto

2.12.11

1.12.11

Matemática

Vou ter teste de Matemática amanhã... Posso dizer que estudei a sério para este teste, mas estou com medo! Com medo de chegar lá e falhar, desiludindo-me, não só a mim, como muitas outras pessoas... E ainda para mais a possibilidade de poder ir passar uns dias com o meu namorado a Tomar, a casa de uma amiga, depender dessa nota, faz com que o medo e a pressão aumentem.

Já não posso ver Matemática à frente... Mas vamos lá ver como corre. Wish me luck.

27.11.11

Adolescentes


Hoje fui a uma festa de anos: jantar num restaurante e depois passar o resto da noite num bar ou discoteca…
Quem me conhece e me vai lendo, sabe que o meu tipo de saídas nocturnas não envolve bares e discotecas cheias de fumo ou beber até cair para o lado. Não, o meu tipo de saídas nocturnas é uma coisa mais calma, num ambiente mais acolhedor e relaxado, a ter conversas interessantes ou a ver um filme.
Mas, estava eu a dizer que fui a uma festa de anos… Depois do jantar não fomos a nenhum bar sequer, ficámos num largo perto de umas ruas estreitas e duvidosas, ao frio e à espera que o jogo acabasse. Mas vim a descobrir que os jovens da minha idade quando saem à noite vão para ali e por ali ficam a noite toda, vão comprar bebidas aqui e ali e fumam e ficam bêbados e fazem figuras tristes…
Eu não consigo perceber o interesse, primeiro de ficar ao frio, segundo de ter 16 anos e andar a beber e a fumar como uma pessoa mais velha e terceiro o facto de saírem à noite com esta idade.
Eu sei que já temos 16 anos, mas mesmo assim acho que é demasiado cedo! Será que a minha geração quer ser mais velha do que parece, só porque é cool?
Enquanto eu quero voltar a ter 4 anos, eles querem ter 20 porque já terão carta de condução e mais mobilidade… Mas esquecem-se que à medida que a idade avança, as responsabilidades são maiores e não será sempre dia de festa (para alguns poderá ser, mas isso é outra história).
Os meus pais já saíam aos 16 anos, mas nessa altura já trabalhavam e já ganhavam o seu dinheiro! Se queriam gastá-lo em noitadas tinham que ganhá-lo primeiro, coisa que não acontece com a minha geração.
Este texto pode estar confuso, eu também já estou cansado, no entanto fica a ideia… Os jovens de hoje em dia querem crescer demasiado rápido, porquê?

22.11.11

Ewan McGregor...

(conforme visto em "A Ilha", "Moulin Rouge" e "Anjos e Demónios")





I fucking love his smile (ler com sotaque escocês).

19.11.11

Descobri hoje o Google Reader e... ONDE RAIO É QUE ESTIVESTE ESTE TEMPO TODO?!

17.11.11

O regresso de duas grandes séries!

Dia 5 de Dezembro (Segunda-feira), ás 22.20h estreia a 8ª temporada de Dr.House, desta vez ele foi parar à prisão por ter "estacionado" o carro na sala de jantar de Cudy (a ex-namorada e patroa).

A segunda série estreia no dia a seguir, 6, à mesma hora da estreia de House, temos a 2ª temporada de V. Eu já aqui falei desta série (só não consigo encontrar o post -.-' e acreditem que estive á procura, estive mesmo!) e adorei a 1ª temporada toda!

E já que me perdi no site da FOX a ver que séries irão ser transmitidas, descobri que a série "Foi Assim Que Aconteceu" (ou em inglês "How I Met Your Mother") vai estrear na FOX com a 1ª e a 2ª temporada dia 19 de Dezembro! Já vai na 6ª temporada, na FOX Life, mas nunca apanhei a série desde o princípio e por isso, vou ver! =D

16.11.11

Estava frio na escola, porque não ligam os aquecedores (CRIME!) e a minha colega pôs as mãos dentro dos bolsos da frente, das minhas calças:

Eu- Cuidado com a minha Torre Eiffel.
Outra colega que estava ao lado- Mas o que é que se passa aí? *risos*
Eu- Cuidado com a minha Torre Eiffel, porta-chaves, que arranha! Queres ver?

[Não sei como é que o meu namorado me foi oferecer uma coisa tão perigosa! :O]

14.11.11

Aviso...

...depois de muito trabalhar para o concurso no blog do sad eyes, este blog poderá ficar com pouca actividade (sempre que digo isto, no dia a seguir arranjo sempre 5 ou 6 coisas para contar aqui, portanto...), por falta de criatividade e coisas para contar. Ou então não e é só o dono que tem muita coisa para fazer porque, digamos que, as notas não têm sido as melhores...
Tive um 7 a Matemática, a minha segunda negativa em 11 anos de escola e sinto-me verdadeiramente ameaçado com a negativa no final do período, coisa que não quero que aconteça, de todo; e tive um 10.2 a Física... MAS, a Filosofia tive 18.3, portanto a modes que equílibra.
Arranjei um explicação para matemática porque no final do ano passado já me estava a ver à rasca e vou ficar sem muito tempo para vir aqui, para além do mais ontem a minha mãe disse uma coisa que fez com que eu quisesse mostrar resultados positivos: "Nós só vivemos para ele... [Atenção que eu moro numa aldeia, a cerca de 10km da cidade] Tem explicação dois dias, noutros dois dias diferentes tem natação... Andamos sempre a correr para o ir buscar."
E portanto vou ter de dar o tudo por tudo para não os desiludir a eles, mas sobretudo para não me desiludir a mim.

Não consegui encontrar a nova versão da música "Cada Lugar Teu" da Mafalda Veiga, mas é só para dizer que odeio! Só aquele início desafinado... Minha nossa. O novo album dela, só tem uma música completamente nova e o resto são tudo novas versões, so for tudo com esta... MEDO!

Em contrapartida deixo-vos a nova (?) da Susana Félix que se associa ao Jorge Drexler (que segundo ouvi, já ganhou um Oscar) na música: "A Idade do Céu".


O videoclip está muito giro... E eu quero fazer aquilo, QUEDA LIVREEEE!

13.11.11

E finalmente, depois de um subito rasgo de inpiração enquanto estava a arrumar o quarto, escrevi a história para o concurso PIXEL, do Sad Eyes.


Ide lá ler (ou apanhem o expresso, aqui!), a minha participação é a 17. Depois digam-me o que acharam =)

12.11.11

Mais um livro...

...para a lista dos que têm de ser comprados antes de serem lidos.


Este é o quarto livro de um ciclo (que inicialmente era uma trilogia), que começou com Eragon, continuou com Eldest e Brisingr e termina, agora, com Herança. A história tem um enredo muito bom e é óptima para quem gosta de ficção, criaturas mágicas, magia e sobrenatural...
O único filme deste ciclo é o Eragon, que está uma porcaria e desconfio que seja por isso que não fizeram mais filmes. É que o livro é imensamente melhor, está bem, é sempre, mas neste caso o filme nem um pouco de justiça faz ao livro. 

Aqui estão o resto dos meus meninos! 
Sim, os livros são mesmo grandes... O maior destes três é o Brisingr (da capa preta com o dragão dourado, que tem 813)), mas hoje estive com o novo livro na mão e parece-me que seja ainda maior (a versão inglesa tem 880 páginas)... 


11.11.11

Isto é AWESOME!

Hoje estive a ver os 6 primeiros episódios da série Modern Family e tenho que confessar que é simplesmente fantástica!
Ri-me tanto num tão curto espaço de tempo, que a minha mãe estava a pensar que estava um louco deitado no sofá, debaixo do cobertor, em vez do seu único filho (que por si só, já não é muito são...).


Só é uma pena a TVI passar está Série ás 2 da manhã!

P.S: Gosto tanto do Mitchell xD

9.11.11

Porque hoje me esqueci do meu mp3...

... fui condenado a uma hora de trabalhos forçados com os ouvidos! As parvoíces e teorias que ouvi no autocarro, degradaram-me mais os ouvidos do que ouvir música alta com fones.

Miúdos com menos dois anos, ou menos, que eu:

-I love rata! [you get it, right?]
(...)
-Mas depois não chegas ao pé dela e dizes que a queres comer... Tens que ter calma!
(...)
-E ela já mete os dedos?
-Há uma gaja que vai ver as minhas fotos do facebook e começa a enfiar os dedos [nova função das fotos de facebook, se bem que este rapaz em particular é feio...]

E o mais importante:

Ser virgem ou não ser virgem, eis a questão!

Será legítimo perguntar a alguém se é virgem ou não?

[Eu por exemplo não sou, mas isso foi porque nasci no dia 31 de Setembro (sim, eu sei... mas há sempre aqueles que caem...) e é o tempo das balanças...].

Podemos dizer que aprendi bastante...

Problema existencial na aula de Física

-Primeiro carregamos na tacla 5 ou na tecla 1, para obtermos o gráfico da aceleração?

[Ficámos 10 minutos à espera, pela resposta.]

8.11.11

“Give Me All Your Love”

Já disponível: “Give Me All Your Love” completa

No link acima, vão ter ao blog Madonna X Portugal, para ouvir a nova música, do novo album da Madonna. A música é gira, mas não me convence... E a vocês?

5.11.11

PIXEL

Este deveria ser o texto para o concurso que o Sad Eyes está a promover (cliquem AQUI para saber mais), no entanto tem mais (muito mais) de 250 palavras... Amanhã tento outra vez.

Querido André,

Estava Sol mas ao longe vinham algumas nuvens que adivinhavam uma noite sem luar. E no entanto estava Sol e tu e eu seguíamos em direcção à tua casa.
A proposta tinha sido inocente, mas tu e eu sabíamos o que realmente queríamos.

Era assim que começava a carta, a derradeira carta, as derradeiras palavras a si dirigidas, por ele…

Após momentos de algum embaraço, pediste-me para te abraçar. Mais uma vez era um pedido inocente, mas tu e eu sabíamos que o que queríamos era algo mais que um simples abraço.
Largámo-nos.
Voltei a encontrar-te na tua cama e aí, o tempo parou. Os teus lábios beijavam os meus, o teu corpo juntou-se ao meu… Era um momento perfeito!

Parou a leitura da carta, já sem conseguir ver nada devido às lágrimas que lhe inundavam os olhos e que ele, a todo o custo, tentava reprimir. Se ao menos ele não o tivesse deixado partir…

Do lado de fora ninguém percebia que aquele momento era tão intenso, tão bom. Ninguém percebia que naquele momento, no momento do primeiro beijo, estava a florescer um amor que há muito que já tinha nascido.
Lembraste? Lembraste de tudo isto?
Claro que lembras, é impossível teres esquecido esse nosso primeiro momento mágico!

Parou de ler a carta e olhou em volta, como é que tudo poderia estar igual, como se nada tivesse acontecido?
Ele… Ele…
Não era capaz de terminar a frase na sua cabeça, ainda custava encarar a realidade.

Tempos depois, tudo começou a ser menos feliz e era demasiado frequente discutir sobre qualquer coisa. Onde estavam aqueles bons momentos que passámos, onde estava aquela boa disposição e aquela ternura que sentíamos um pelo outro?
Será que fomos demasiado ingénuos ao pensar que tudo iria ser bonito e adorável e fácil para sempre?
Talvez sim, talvez não…
Mas fomos, sim, ingénuos ao pensar que tudo se resolveria sozinho que estava sempre tudo bem. Eu, mais que tu, preferi acreditar nisso e olha para nós agora... Cada um para seu lado, destroçados e infelizes.
Oxalá tivesse eu conseguido demonstrar melhor que te amava; oxalá tivesse eu conseguido fazer com que não te sentisses tão inseguro quanto a mim, quanto ao meu amor por ti; oxalá tivesse eu conseguido fazer com que não parecesse que eras o único a lutar por esta relação…
Oxalá tivesse eu conseguido ter-te feito entender que te amava por seres como és, por andares sempre com um sorriso rasgado e por teres sempre uma palavra amiga a dizer a alguém que precisasse do teu apoio, mesmo que tudo se estivesse a desmoronar à tua volta. Gostava de ser como tu.
Desejo poder mudar tanta coisa, gostava de não ter dito aquelas coisas horríveis, de te ter mentido, de me ter ido embora, de não te querer ouvir… mas agora é impossível.
Escrevo-te, porque vou viajar… Vou tentar descobrir-me sem ti, o que será um processo doloroso.”

Se a carta lhe tivesse sido entregue mais cedo, talvez ele pudesse tê-lo evitado… Talvez hoje ele e o seu príncipe pudessem estar juntos com o passado atrás das costas como uma praia já explorada e o futuro à frente como uma floresta virgem.
Ele também sentia o mesmo, a sua razão para sorrir já não estava ali, a sua razão para ser feliz já não estava ali e dava pelo nome de Francisco.
Mas já não havia nada a fazer… Era mesmo tudo real… Ele, a sua razão para ser feliz, tinha partido para sempre!

Apesar de tudo, quero que saibas que, esteja onde estiver, vou-te amar sempre… Até morrer.
Nunca te esqueças de mim!
Beijo,
Francisco.

3.11.11

Hey, hey, ontem vi um filme

"Os Substitutos" (2009)


Quem espera um filme de acção do género "Terminator" (porque ambos falam de robos a substituir/imitar humanos) pode perder a esperança porque não é disso que se trata neste filme.
Aqui temos representada a luta pela sobrevivênvia humana enquanto humanos e, do outro lado, temos a evolução em forma de "substitutos" que são robos que impedem que os humanos que os controlam (a partir de casa) não se magoem, adoeçam, sejam violentados... Acontece que os "substitutos" são uma versão melhorada de cada um, podendo não corresponder ao verdadeiro aspecto de cada um, nem ao verdadeiro sexo... É uma mentira!
É representada a sociedade a viver, conscientemente, debaixo de uma máscara onde toda a gente é perfeita, mas por baixo da máscara estão pessoas fragilizadas.
O filme desenrola-se um pouco depressa e a acção propriamente dita está espalhada ao longo do filme, em pequenas quantidades, pelo que parece que não acontece nada.
No entanto, este filme cumpre na mensagem que quer passar: um aviso sobre a nossa relação com as máquinas e a nossa dependência para com elas, mas sobretudo o importante que é o convívio com pessoas de carne e osso. 
Aconselho.


É engraçado: As "lojas dos chineses" foram substituidas por lojas onde se podem comprar "substitutos" simples e baratos; os salões de beleza tratam agora do aspecto exterior das máquinas!


No final há que reaprender a viver sem intermédio de uma máquina, em todas as tarefas...
Mesmo faltando mais de um mês para o Natal, já se sente o espírito natalício no ar (nem que seja pelo facto de os anúncios com brinquedos e afins já passam a toda a hora na televisão)... E eu gosto!

31.10.11

Apesar de odiar o acto da mudança da hora, porque me desregula o sistema todo... Gosto de acordar quando já à Sol e de sair da escola já de noite.

27.10.11

Os dias passam numa sucessão de fotografias mal tiradas, que nem me consigo lembrar se o ontem aconteceu no dia anterior a este ou se aconteceu à duas semanas atrás.

Até a intenção de escrever isto aqui, não sei se vem de á duas semanas, se de há dois meses...

25.10.11

Tem tudo a ver comigo...

Be the cange you want to see, don't matter what people may say [só não percebo o 22...]
...a prenda de anos de um amigo meu.
Tal como os jovens não compreendem a complexidade das relações dos adultos, estes também não compreendem a complexidade das relações dos jovens; a partir de certa idade perde-se a sensibilidade de perceber um tipo de relações em detrimento de perceber outro tipo de relações, até que...

"O problema da vidinha..."

"...é ser em directo e não haver teleponto." - in "Melancómico" de Nuno Costa Santos


P.S: Comprei este livrinho giro a 1€. 

24.10.11

Há quem prefira ficar ignorante, pedir aos outros para estudar por si, aprender (isto, se aprender) a cuspo (sim, a cuspo, quando já não é necessário, descola...), só estar com atenção quando o professor diz que aquela matéria é muito importante para o teste...
Eu cá, prefiro ir dormir que hoje já aprendi o suficiente.

E ainda diz a minha professora de Português: "Façam para se deitarem menos ignorantes do que quando acordaram.".

23.10.11

Coisas que me fazem as entranhas ferver...

  • Se devemos respeitar os mais velhos, é porque eles estão "cá" à mais tempo... Por esta ordem de ideias deve-se respeitar quem chegou primeiro a determinado sítio ou algo do género, certo? Então porque é que há quem não faça isso?
  • Há professores que, no primeiro dia de aulas, insistem em rever as regras dentro da sala de aula... Eu pergunto: "para quê", se depois, no contexto prático, eles são os primeiros a quebrá-las ao não as fazerem cumprir? Ou porque não mandam calar quem deve estar calado, ou porque deixam responder quem não tem o braço no ar, gerando uma algazarra na sala. Os culpados são eles, no entanto não o querem admitir porque estão com demasiada pressa em avançar... Isso irrita-me porque eu faço por cumprir as regras.

Por hoje ficamos por aqui...

Oh Meu Deus, que livro novo é aquele?!

Já foi lançado, desde ontem que se fala nisto e eu, um grande fã deste tipo de escrita do José Rodrigues dos Santos, não sabia de nada!
"O Último Segredo", é novo título de mais uma aventura do professor Tomás Noronha, que aborda a verdadeira identidade de Jesus Cristo segundo os relatos dos seus apóstolos.
Já dizem que é melhor que Dan Brown e que ele é um mestre da ficção e do suspense... Quanto a mim, adoro esta vertente dele e o livro vai para o topo da lista de livros a comprar.


E depois de ver a análise deste senhor, passei a querê-lo ainda mais! 
O preço é que não ajuda, são 22 euros por um livro, mais que uma refeição completa em certos restaurantes e se pensarmos que a refeição é a 6 euros, então daria para 3 refeições e sobrava algum dinheiro... 
É absurdo o preço dos livros. É bom ler, mas também é bom incentivar a isso e não só pela implementação de um Plano Nacional de Leitura na escolas, mas também pelo preço... Porque os leitores assíduos também gostam de ter livros em casa.

20.10.11

Pergunto-me se, com esta crise, haverá muitas destas a circular por aí...
Isto fora dos circuitos normais, claro.

E esta é a mensagem número 500 do blog... Awesome, não?

19.10.11

Olly... Holy

Encontrei este rapazinho ontem no blog do Silvestre[link] e já estou "apaixonado"!
O Silvestre deixou a música mais conhecida dele, eu deixo o videoclip que achei mais engraçado...


[Olly Murs - Busy]

"(...)We spend all our time lying side by side
Going nowhere, it's really something
Getting busy doing nothing

We spend all our time running for our lives
Going nowhere, it's really something
Getting busy, doing nothing(...)"

18.10.11

That awkward moment...

...quando os senhores dos call centers me telefonam para casa a fazer inquéritos, eu atendo e eles dizem: "Boa tarde estou a falar com a senhora...?"

Seriously?! -.-' 

16.10.11

Professores

No outro dia tive que responder às questões "O que menos gostas num professor?" e "O que mais gostas num professor?".
Odeio um professor que não sabe ser compreensivo e que não gosta de ser corrigido, quando se engana (mas como é óbvio, os professores são humanos!). E gosto de um professor que sabe brincar, mas que também sabe ensinar e que se abre com a turma assim uma coisa do género, para todos se sentirem bem.
Já alguns dos meus colegas discordam, mas não cheguei bem a perceber o que eles gostavam e não gostavam num professor... Porque eles diziam que a professora de Inglês era muito calma e quando a turma fazia muito barulho ameaçava que não continuava a aula e sentava-se (esta técnica não dá um resultado tão bom como a que é apresentada a seguir); por outro lado a professora de Matemática atirava um par de guinchos (ela tem a voz relativamente fina) e toda a gente se calava e nem se ouve o zumbir de uma mosca (geralmente, porque não há moscas na sala)!
Mas, pelo que percebi, preferiam a professora de Inglês à de Matemática...
O que eles querem é alguém que os controle e que os ponha na linha e obrigue a trabalhar, caso contrário estão-se, literalmente, a lixar para aquilo. E quando se apanham com um professor/a que não consegue controlar a turma, é o caos total!
Neste assunto tenho uma opinião bastante vincada: não quer estar ali, vai embora, a escolaridade obrigatória já foi ultrapassada e tudo! Geralmente respondem -me que os pais os obrigam a ir à escola e que isto e que aquilo; eu respondo para sairem de casa se estão descontentes, porque se os pais os obrigam é por algum motivo, uma vez que eles não vão estar ali uma vida inteira a sustentar os filhinhos lindos (e, oh, que esses filhinhos são os melhores do mundo e nunca fazem nada de mal, são tão santinhos, que deviam ser reconhecidos como tal pelo Vaticano).
É que ás vezes irrita-me profundamente estar a tentar aprender e ter gente ao lado que só está lá para destabilizar e quando são chamados à atenção é uma injustiça, eles não estavam a fazer nada, o professor/a é que não gosta deles...

E despeço-me à lá Alberto João Jardim: FUCK THEM!

Today I realized that...

...I've got issues...

...but I'm not the only one, fortunately.

14.10.11

Baby, It's Cold Outside


É, sem dúvida, o melhor dueto da série... Para além de que é tão fofo +.+

13.10.11


P.S: Eu prometo que, se tiver tempo, no fim de semana, eu posto aqui um textozinho decente que tenho ali sobre relações, mas que ainda não tive vontade de passar a computador (é, eu adoro escrever à mão).

Uma piadinha menos própria e para maiores de 18 (embora eu tenha 16)

12.10.11

Random II

Por vezes tenho a necessidade de me sentir incontactável... Sabe bem desligar-me de todos.

Random I

Nunca percebi o porquê das pessoas (leia-se, mulheres) iram acompanhadas para a casa de banho... Muito menos compreendo a necessidade que os rapazes têm de o fazer.

11.10.11

Hoje estou assim...

Sobre o post anterior...

O post anterior era uma espécie de piada... Aquilo é sangue e não me perguntem como foi lá parar porque não sei. Mas para quem tem algumas borbulhas na cara e não sabe o que faz de noite (sim, porque estou a dormir!) ãlguma pode ter rebentado sabe-se lá como...

(Ou então um vampiro mordeu-me e depois mordeu outra vez mas atingiu a almofada por engano!)

5.10.11

Confesso que tenho um bocadinho de saudades da chuva... Mas se me perguntarem quando começara chover a sério, eu não disse isto.
Se eu tenho um passatempo, para além de ler ou ouvir música que posso não gostar, é ver livros nas livrarias... É uma coisa que me fascina, porque penso que o tempo se está a esgotar para ler tudo aquilo que quero ler e o problema é que essa lista vai crescendo um bocadinho todas as semanas.
Hoje andei pela Bertrand a ver os livros e encontrei mais um:





Gostei porque eu vou adorando história, é algo que me fascina não sei explicar como nem porquê, e porque é uma maneira engraçada de contar histórias da História de Portugal.
Fica a dica, eu fiz anos na Sexta e muita gente esqueceu-se da minha prenda... Custa "só" 24 euritos (e eu agora podia começar a falar do exorbitante preço dos livros, mas para quê... Ofereçam-mo e pronto! ^^)

1.10.11

Filosofias II

Em resposta ao post Filosofias , a Aninha disse que era a primeira opção, ou seja, a verdade consiste em saber como realmente o mundo é. 


Mas isso é impossível!
Ora então, se eu falasse com um cão e lhe dissesse que o mar é azul, ele diria que eu estava enganado e que era uma espécie de cinzento, porque eles só vêm a preto e branco. E então, quem está certo?
E mesmo que fosse eu aquele que estivesse certo, estaria a mentir...

O mar não é azul pois reflecte a cor do céu, mas o céu também não é azul porque as cores não existem, elas resultam da "diferenciação" dos fotões, somos nós que vemos o mundo como ele parece ser! 


Tudo isto vem dar ao que o Sad Eyes disse: "o que nos parece, muitas vezes, pouco tem de real...".
Nós só conseguimos ver o mundo como ele nos parece ser porque temos "véus" a impedir-nos de ver-mos o mundo como ele é, no entanto vamos sempre tentando deixar cair esses "véus" através da experiência.

30.9.11

Muito obrigado a todos os que me parabenizaram (é só uma palavra cara para verem que eu já estou muito adulto, ou então não...).
Adorei as surpresas dos meus amigos e embora eu estivesse com cara de parvo a sorrir (é, eu fico sem reacção de vez em quando) não quer dizer que estava a ser forçado a sorrir, óbvio que não! Adorei os trechos de músicas que a Tiff e as Anas me cantaram no intervalo, foi Born This Way, All The Lovers e outra que não me lembro (omg, desculpem!) e os parabéns, claro! Gostei quando a minha vizinha me bate á porta e eu atendi em boxers (como sempre...) e me começa a cantar os parabéns e me oferece um raminho de flores do jardim dela... Estas coisas imateriais têm muito mais valor do que todas as outras porque vão podem ir comigo para todo o lado sem ocupar nenhum espaço. Obrigado a todos!
E um agradecimento especial àqueles que mesmo estando numa situação menos boa se lembraram de mim... E sim, estou a falar da tia Fernanda que está no hospital. As melhoras para ela =)

Hoje é o jantar com a família que mora mais perto e amanhã à noite é o jantar com os amigos e depois um cinema... Vai ser giro =)
Longe vão os tempos em que era uma grande festa para amigos e família, e vinham todos... Mas a gente cresce e prefere outras coisas.

P.S: Daqui a pouco eu já faço um post a comentar o outro post da Filosofia =)

Uma prenda para mim que hoje faço 16 anos e passei a achar aqui o amigo Jude a coisa mais fofinha deste mundo (depois do meu namorado, claro!)




29.9.11

Filosofias

A verdade consiste em saber como realmente o mundo é?

OU

A verdade consiste em saber como o mundo nos parece ser?

28.9.11

Actualizações do Blogger

Já experimentaram estes novos templates dinâmicos do blogger?
Eu já e pareceu-me que retira as mini-aplicações todas... Não sei, o que acharam?
Nunca a incompetência alheia me irritou tanto quanto hoje... E só hoje me apercebi que "quem anda no terreno" tem mais percepção do que se lá passa do que aqueles que, por exemplo, fazem as rotas dos autocarros dos estudantes para a minha aldeia.
Veio um autocarro directo para a minha aldeia com 10 pessoas, se tanto, e veio um autocarro completamente cheio e com 5 pessoas em pé que teve que passar pelas terrinhas antes da minha... Digam-me lá se isto não é estupidez?
Foi um desperdício. E é assim que o país anda para a frente (estou a ser bastante irónico!).

27.9.11

Os rapazes são é uns grandes maricas!


O que o psicólogo diz sobre os rapazes é verdade... Verifica-se um maior medo e uma maior necessidade de provarmos a nossa identidade sexual e por isso gozamos com outros (ao referir-me a nós, digo rapazes, embora não me considere dentro desse grupo que faz isso...). 
Daí a razão de eu me dar melhor com raparigas do que com rapazes (e porque somos só 3 no meu aniversário: eu, o meu namorado e um amigo bi, no meio de umas 6 ou 7 raparigas); eles têm medo e como sabem que eu sou gay afastam-se mais mas, são porreiros e não fazem comentários á minha frente (o que fazem quando não estou a ver, não me diz respeito). 

Sinto-me um gordo que não sai do sofá à dois meses e ao dar o primeiro passo desmaia do esforço

E eu que pensava que estava em relativa boa forma, chego à primeira aula de natação do ano lectivo e, pumba, ao fim de 100 metros já estou esbaforido... Imaginem então, 300 metros depois, 10 flexões, 30 agachamentos e 30 abdominais, estou aqui que nem posso!

Twitter Moment X

E a nova música do André Sardet? Já enjoa.

26.9.11

Eu não sei o que é que heide (sim, está bem escrito!) fazer para a apresentação oral de português e por isso davam jeito alguns conselhos, mas vá ide lá ler o post e comentem depois

Tenho que fazer uma apresentação oral a português. Normalmente é um livro que lemos e apresentamos mas já temos de ler "Os Maias" e mais não sei o quê e vai daí a senhora disse que não era preciso lermos um livro, mas sim tratar de um assunto ao nosso gosto.
Uma vez que eu não quero ficar rotulado como aquele que só fala sobre coisas LGBT (o que, vamos lá ver, sempre a falar do mesmo ou sobre o mesmo tema, também cansa e eu sei disso!), queria pedir sugestões aos meus caros leitores =D

25.9.11

Tenho uma enorme vontade de ler um livro sobre os deuses, os mitos e as lendas gregas... Talvez me aventure a ler a "Odisseia", mas não prometo nada!

24.9.11

Como é que as amizades (e outras relações) chegam ao fim?

Como é que as amizades chegam ao fim?
Será que, a dado momento, uma das partes, ou até ambas, começam a sentir desinteresse pela relação; ou será que existe uma das partes que se afasta propositadamente?
Não sei como acabou a nossa amizade… Zangávamo-nos imensas vezes, mas no final do dia já estava tudo bem, no máximo no dia a seguir! Mas houve uma altura em que começámos a afastar e eu não sei porquê!
Não acho que tenha havido desinteresse, mas acho que me tenha afastado propositadamente devido à incompatibilidade que agora existia. Afinal somos seres em constante mudança e evolução, logo é normal que o que queríamos ontem não seja o mesmo que vamos querer amanhã.
E o mesmo se passa com as relações, sejam amorosas ou de companheirismo; o que nos leva a gostar de estar com uma pessoa hoje, seja romanticamente ou não, não é o mesmo que nos vai levar a gostar de estar com uma pessoa amanhã.
Nesse caso, ou ambas as partes se tentam ajustar um ao outro, ou então a relação morre porque não evoluiu.
E então chegamos à parte em que, forçosamente, temos que concluir que nada é eterno e que existe sempre uma data de validade a ser expirada. Portanto acontece o mesmo que aos produtos que consumimos: podemos ter a sorte de não ficarmos mal, depois da data de validade ter expirado; ou então podemos ter a infelicidade de sair bastante magoados.

Finalmente!

22.9.11

Twitter Moment IX

Não entendo qual o objectivo de copiar num teste diagnóstico... Enganarmo-nos a nós mesmos?!

18.9.11

Ainda aqueles mitos sobre gays que as pessoas têm e que eu já tinha referido no post anterior

Continuando o post anterior, eu estou fora do armário. Não ando a apregoar aos sete ventos que sou gay, mas se me perguntam se sou, eu respondo que sim... Mas há alturas em que prefiro ficar calado, não por medo, mas por respeito aos meus pais.
Hoje a minha madrinha do crisma, o marido e a filha vieram almoçar cá a casa:

Madrinha: Eu tenho um amigo que é gay, não se nota nada, mas ele tem uma sensibiladade a falar de mulheres!...

Eu: É por isso que as mulheres querem ter como melhor amigo um gay... Até mesmo para is às compras.

Madrinha: Pois lá está, mas ele não se nota nada...

Marido da madrinha: Quando ele começou a falar fiquei assim a olhar para ele... [faz cara de a-modes-que-surpreendido/cómica]

Pai: Foi pela boca que viste?

Marido da madrinha: Não, mas pronto... O rabo é dele e ele é que sabe.

Pai: Pois... É uma opção e temos que respeitar.

[Eu: Eu não escolhi ser gay...] - pensei.
Na feira do Arroz Doce (que estava óptimo) que aconteceu ali ao fundo da minha rua:

Ela: Eu adorava ter um amigo gay, para poder ir com ele ás compras e ter uma opinião masculina!
Eu: Eis-me aqui. Se pagares eu vou contigo ás compras, compro para mim e dou opinião para ti.

Qual é a cena das raparigas pensarem que todos os gays gostam de compras? -.-' Eu por acaso gosto porque faz-me bem, já o Edu veste "qualquer trapo" e não gosta de compras.

16.9.11

Hoje vi um rapaz, lá na escola, que tinha uma tatuagem atrás do pescoço e que dizia "Orgulho"... Eu gostei e se me aventurar a fazer uma tatuagem, vai ser algo do género!

15.9.11

Quick Update

As aulas começaram hoje.
Tenho andado a dormir mal.
O horário come-se.
Dizer que estou no 11º ano é muito estranho.

13.9.11

Rentrée televisiva

No que diz respeito ás séries, a rentrée deste ano vai ser deliciosa. Senão vejamos:


Temporada 3, dia 14 de Setembro (FOX)

Temporada 1, dia 18 de Setembro (FOX)

Temporada 3, dia 27 de Setembro (já passou na RTP2) (FOX)

Temporada 2, dia 18 de Outubro (FOX)

Também a assinalar a já estreada série (no dia 8) de Sherlock, no AXN, de três episódios e que também já passou na RTP2 em Dezembro (ou coisa assim). Já tem a 2ª temporada prevista para 2012.

12.9.11

11/09

Lembro-me de ver os aviões a embater nas torres...
Lembro-me de ver as explosões, o imenso fumo negro, pessoas a fugir e a atirar-se do alto das torres numa tentativa vã de salvarem a vida...
Lembro-me que nesse dia tinha ido à escola ou coisa assim e só vi o que tinha acontecido à noite, na hora do jantar; o meu pai do lado esquerdo, na cabeceira da mesa, e a minha mãe ao meu lado direito...
Lembro-me de perguntar porquê...

Porquê?!