29.9.10

Sorry.

Ele estava sozinho... Era agora ou nunca! Enchi-me de coragem e encaminhei-me para o lugar onde ele estava, olhou-me e seguiu em frente. Não sei porque o fez, mas não interessa, tem esse direito!
- Só te quero pedir desculpa.
- Porquê?
- Porque sim...
Estive sempre a pensar no que lhe havia de dizer... Sabia porque estava a pedir desculpa, mas não como o traduzir por palavras.
Desculpa por te ter feito tudo isto!
Pensei que fosse aproveitar a oportunidade que eu lhe tinha roubado... Mas não.
Só sei que não queria vê-lo amanhã...

1 comentário:

André disse...

Acho que lhe devias dizer exactamente o que se passou e deviam-se entender.
Expliquei tudo ao pormenor e tentem perceber porque é que a relação chegou ao ponto que chegou.

Boa sorte!