4.8.10

Não é normal...

O Sr Cardeal Saraiva Martins, num arroubo de solidariedade para com o seu superior hierárquico o Sr Cardeal patricarca D. Policarpo, renovou o conselho às jovens casadouras. Recomendou-lhes cautela com os casamentos com muçulmanos, e, aproveitou o facto de estar a falar de casamentos para se manifestar contra o casamento homossexual, contra a adopção por homossexuais. e, revelando a sua faceta de cientista ingénuo, afirmou que a homossexualidade não é normal.

(...)

Não é normal no mesmo sentido em que não são normais tantas outras coisas na nossa sociedade e nas nossas existências. Não me querendo perder na escrita, volto à ideia que me fez iniciar a escrita, e numa espécie de acto de contrição, admito: Não sou normal! Não sou normal porque sou lésbica, não sou normal porque detesto futebol, não sou normal porque não acredito em deus, não sou normal porque nas minhas mãos, as falangetas dos indicadores apresentam algum desalinhamento em relação às respectivas falanginhas, não sou normal porque detesto bebidas alcoólicas, não sou normal porque detesto competir, não sou normal porque não consigo dormir se as portas e gavetas dos armários não estiverem todas (bem) fechadas, não sou normal por mais uma infinidade de motivos que seria fastidioso enumerar. Sou portanto, uma vítima da anormalidade múltipla. E o pior, e provavelmente mais uma das minhas idiossincráticas anormalidades, é que gosto. Gosto mesmo de ser anormal.

 Interessante análise, DAQUI.

1 comentário:

Shamy disse...

eu também sou anormal mas não tenho as mesmas anormalidades que tu, só algumas. e adoro ser, é a minha maneira de ser.

PS: Daqui é a tua maninha :D já não estou anónima é esta a conta que vou usar apenas é pa saberes para não te aparecer aqui um nick que nunca tenhas visto e depois pensas que coiso :D