19.3.10

Tristezas

É tão triste não poder andar com ele de mão dada por aí…
É tão triste não poder demonstrar o meu Amor por ele, da mesma maneira que os outros o fazem…
É tão triste ter que andar escondido, ter que andar com medo de que nos descubram…
É triste ter que me esconder numa casa de banho para poder estar a sós com ele, para o abraçar, para o beijar… Enfim, para o sentir, para eu ser dele e para ele ser meu…
É triste ter que mentir aos meus colegas (e alguns amigos…) e ter que fugir deles, para poder estar com ele…
Não gosto desta vida de mentira!
Gostava de poder ser livre como um pássaro e voar por esse céu fora, ou então um peixe e navegar por esses sete mares. Não gosto de estar acorrentado ao que os outros vão dizer se eu fizer isto ou aquilo… Não gosto, mas estou!
Estou acorrentado às regras morais da sociedade, que dizem o que é certo e o que é errado, que julgam as pessoas… Que não nos deixam ser livres! Ainda vivemos numa sociedade muito antiquada, apesar de brisas de mudança se começarem a sentir.

1 comentário:

Edu disse...

É triste... de facto. Mete-me pensa termos quer nos esconder num WC para te beijar... Fogo!