31.3.10

Os meus dias

E mais um dia que se passou sem fazer nada de útil. Passei a manhã a dormir, a tarde a ler e a noite vou passá-la em frente ao computador a ouvir música ou a ver episódios do Dr. House.
Esta rotina está me a deixar deprimido...
Ontem saí de casa e tive duas horas de natação. Mas parece que ontem não chegou... Preciso de sair mais de casa mas o tempo não o permite! Preciso das minhas voltas de bicicleta, preciso de sair de casa e espairecer... Talvez precise é de voltar para a escola.
Sinceramente, não sei que fazer. Mas preciso de descobrir urgentemente, é que chego ao fim do meu dia (que só acaba de madrugada...) e estou cansado. O meu corpo todo partido...
Preciso de dormir, mas preciso de sair destas (sempre as mesmas) quatro paredes.
É que nem as conversas por sms, msn ou telefone com o meu namorado ou com a minha "maninha", me animam (?). É que não tenho vontade de fazer nada... E isso é irritante!

This is fucking killing me! 

Sem título, pode ser?

No Domingo, combinei, à última da hora, uma saída com o meu namorado... Fui até perto da casa dele e depois fomos ao McDonalds e ao Shopping... Foi um tarde diferente (o tempo estava bom), mas, infelizmente, não deu para namorar...
Segunda feira, entrei oficialmente de férias e não faço nada de jeito... Dormir, comer, ver filmes e ler...
Hoje, passei a tarde toda na cidade. Tinha natação e então fomos mais cedo, para dar uma volta.
Amanhã (=hoje...) devem sair as notas... Sei do que estou à espera... Nenhum 3, uns poucos de 5's e o resto só 4's... So, it's ok...
Mudando de assunto... A minha mãe antes de se deitar disse-me que não queria que ficasse até tarde no pc, ou então punha-me a trabalhar nas férias do Verão -.-'
Eu, literalmente, mandei-a passear... Quer dizer -.-, bah... É que nem vou perder tempo com isto! Não vou e ponto. Ainda se tirasse más notas e me portasse pessimamente mal na escola e em casa..., mas isso não acontece!

(Bah, que post... Mesmo só para dizer que estou vivo e de boa saúde, mas sem inspiração ou vontade de escrever...)

P.S: Porque eu estou modes que rabugento...

27.3.10

Fachada

Eles tinham um casamento perfeito! Pelo menos era isso que concluía, sempre que os via juntos e divertidos... Tinham bom humor, eram inteligentes e perfeitos um para o outro. Nunca pensei que chegasse a este ponto, nunca pensei que fosse só fachada!
(Afinal, parece que todos temos segredos.)
Ele tem ciúmes e bate-lhe... Ela também já lhe bateu... Ele bateu-lhe enquanto ela estava grávida (sim, existe uma filha no meio disto!)  e ela foi parar ao hospital... Caiu das escadas... Ele bateu-lhe mais uma vez (não sei quanto tempo depois) e ela desfez-lhe um martelo de bater bifes na cabeça... Ele foi parar ao hospital...
12 anos nisto, 12 anos de um casamento que é só de fachada! Como é que se pode viver assim?
Sei que ela já se tentou matar algumas vezes, mas nunca percebi porquê... E agora está no hospital, porque se tentou matar outra vez...
Não percebo como se pode chegar a isto... Isto não é Vida! E a filha deles?
Adorava quando fazíamos um jantar de amigos... Eles e a filha e os meus pais e eu... Fosse em que casa fosse, era sempre divertido! E eles divertiam-se e riam-se...
Fachada!
Não posso acreditar que isto tenha acontecido...

Parece que a perfeição não existe, de todo!

Everything is fine

É bom saber que tudo voltou ao normal! Eu e ele, estamos bem novamente e isso é prefeito. O último dia de aulas foi passado sem grande euforia, talvez porque já estava, tecnicamente, de férias desde quarta feira ou, talvez, porque não vou poder estar todos os dias com ele. Não lhe posso tocar ou abraçá-lo sempre, mas pelo menos sei que está ao pé de mim... E agora isso tudo acabou!
Acho que foi o primeiro último dia de aulas em que não estava eufórico quando as aulas definitivamente acabaram...

25.3.10

Clip Da Semana

O Clip Da Semana é uma música dos Coldplay (What If). Tem uma letra lindíssima e uma música perfeita! Ouçam e vejam a letra aqui:


What if there was no lie
Nothing wrong nothing right
What if there was no time
And no reason or rhyme
What if you should decide
That you don't want me there by your side
That you don't want me there in your life

What if I got it wrong
And no poem or song
Could put right what I got wrong
Or make you feel I belong
What if you should decide
That you don't want me there by your side
That you don't want me there in your life

Oooh that's right
Let's take a breath jump over the side
Oooh let's try
How can you know it when you don't even try
Oooh that's right

Every step that you take
Could be your biggest mistake
It could bend or it could break
That's the risk that you take
What if you should decide
That you don't want me there in your life
That you don't want me there by your side

Oooh that's right
Let's take a breath jump over the side
Oooh let's try
How can you know it when you don't even try
Oooh that's right

Oooh thats right
Let's take a breath jump over the side
Oooh let's try
You know that darkness always turns into light
Oooh that's right



(What If - Coldplay)

Um Outro Dia Igualmente Diferente

O dia começou estranho... Eu entrei no autocarro, segui até à próxima paragem (paragem onde entra um colega/amigo(?) meu) e ele sentou -se lá à frente, bem longe de mim... Já anda assim à uns dias, apesar de eu continuar a falar para ele e tal, ele começa a desprezar - me. Enfim, não lhe vou deixar de falar mas sempre que ele tiver uma atitude mesquinha para comigo sou obrigado a responder lhe!
Passando à frente, cheguei à biblioteca da escola e o meu namorado estava lá... Disse bom dia e sentei - me num dos sofás com os fones nos ouvidos.
Começámos a falar por sms (mesmo estando frente a frente...) e depois ele mandou me uma sms para irmos falar para outro sítio... Segui - o e fomos para trás de um pavilhão. Ele começou a falar e tentava reprimir as lágrimas, que claramente se via que ele queria chorar. Pediu me que lhe dissesse "sim" ou "não", em vez de dizer "não sei" porque o podia levar a ter atitudes que eu estava contra e ele não se aperceber disso (sim, porque eu não falo muito... =/)...
Ele perguntou me se ainda gostava dele e eu disse que não sabia que estava confuso, que tinha medo de que aquilo voltasse a acontecer... Ainda gosto dele, mas tenho medo!
O dia passou-se sem fazer nada, a não ser ver filmes... Não faltei a nenhuma aula (UAUUU!) e o dia chegou ao fim... Depois das aulas fui falar com ele, mas como nunca sei o que dizer disse lhe apenas que queria que tudo voltasse ao normal... Só isso!, e depois fomos embora... Cada um para seu lado...
Acho que já está tudo bem... =)

Before Sleep...

(Post escrito antes de me deitar... 24/03) 


Uma e depois outra e mais outra... Três lágrimas caíram e, qual oportunista, inundaram-me os olhos, toldaram-me a visão e, ainda mais, o pensamento.
Chorei ao ler o post dele...
Chorei porque o amo, mas estou confuso.
Chorei porque estou arrependido.
Chorei porque sinto que ambos fomos irresponsáveis!
Mas foram apenas três lágrimas, parece que não tenho mais... Ou então, é porque não vale mesmo a pena chorar por este assunto. É nisso que quero acreditar!
Afinal nada mais pode ser feito, a não ser (tentar) esquecer e seguir em frente.
Fomos ambos irresponsáveis (ambos, mesmo!) e agora estamos a pagar por isso com o peso na consciência.
Tal como ele, vou precisar de me isolar e de reflectir bem sobre o que aconteceu hoje. Talvez faça isso durante a noite, mas de qualquer maneira preciso de reflectir bem!
(Acho que estou melhor, escrever estas linhas de desabafo, soube-me bem!)

24.3.10

I'm Not Ok (I Promise)

Sinto-me estranho, esquisito. Diria eu, com nojo de mim próprio! Todos estes recentes acontecimentos deixaram-me pensativo/constrangido. Não sei se o deveria ter feito, mas no calor do momento não se pensa nessas coisas. No calor do momento desfrutasse e só quando o momento acaba se pensa que aquilo se não deveria ter feito… Foi isso que aconteceu e espero que não volte a acontecer…, estou perturbado (?).
Porquê? Pergunto – me agora, porque o fizemos?
Agora já não há nada a fazer, por isso porquê toda esta coisa?
Não o deveríamos ter feito!
Não estou psicologicamente bem, neste preciso momento! Não sei se é de estar um pouco cansado, mas sinto-me estranho, sinto-me mal comigo mesmo… Ou talvez não e eu só estou cansado.
Estou confuso e já não sei o quero…

(Quero esquecer este dia...)

22.3.10

For You




(…)

When you look me in the eyes
And tell me that you love me
Everything’s all right
When you’re right here by my side

When you look me in the eyes
I catch a glimpse of heaven
I find my paradise
When you look me in the eyes

How long will I be waiting
To be with you again?
 I’m gonna tell you that I love you
In the best way that I can

I can’t take a day
Without you here
You’re the light that makes
My darkness disappear

(…) 

Move and more I start to realize
I can reach my tomorrow
I can hold my head up high
And it’s all because you’re by my side 

(…) 

When I hold you in my arms
I know that is forever
I just gotta let you know
And never wanna let you go 

(…)

When You Look Me In The Eyes - Jonas Brothers


The Ketchup Song

Ahhh, ainda me lembro os tempos idos em que este música era um hit muito popular e toda a gente a dançava... Bons velhos tempos...

20.3.10

"(...)You know that darkness always turns into light(...)"

What if - Coldplay (X&Y)

Pós Dia do Pai

"Não podemos viver cada um em seu mundo, como se fossemos 3 desconhecidos na mesma casa! Pois não?" - mãe (acho que foi mais ou menos isto que ela disse)
"Não... Ou talvez sim!" - eu
Onde quero chegar é que apesar do que disse (escrevi, melhor dizendo) ao meu pai, eu acho que não quero que nada mude! Eu acho que prefiro continuar assim!

19.3.10

Dia Do Pai

Porquê um Dia do Pai? E um Dia da Mãe? E um Dia da Criança?
Talvez não perceba agora, mas porque tem de haver um dia especial para os pais, para as mães e para as crianças?
Não percebo porque hoje é mais importante que ontem! O Amor mostra-se todos os dias e não num único dia, uma vez por ano...
Não consigo lá ir e dar-lhe um beijo só porque hoje é Dia do Pai. Não consigo, porque sou tímido e porque não acho jeito a este dia... Talvez porque não sou pai, não sei...
A minha mãe já me veio fazer chorar ao dizer que era um filho desnaturado e que não tinha vergonha, depois também ela começou a chorar porque diz que eu não era assim...
Decidi então escrever-lhe isto:


Para O Meu Pai:
 
Sinto que não te conheço! Sinto que és um estranho que entrou na minha Vida (ou talvez eu seja o estranho que entrou na tua…).
Sinto que não te conheço! Não sei do que gostas, nem do que não gostas… Sinto que te estou a perder (ou será que és tu que me estás a perder?).
Sinto que ambos temos sido os culpados pelo abismo desta relação… Ambos! Simplesmente, porque já não nos importamos um com o outro (talvez seja mentira, mas é o que sinto!). Mas eu não quero que isso aconteça, não quero que quando for mais velho sejamos completos estranhos, um perante o outro!
 
Gostaria de te ter dado uma prenda ou algo do género, mas só te pude dar isto… Sinto que o Amor deve ser dado todos os dias e não deve ser mais importante um dia por ano. O meu problema é que esse Amor (pelo menos da minha parte) não está à disposição todos os dias!
Sinto que tenho vergonha de ti, talvez porque a nossa relação está frágil.
Sinto que não precisamos um do outro para viver… Mas isso é mentira! Eu preciso de ti e tu precisas de mim… Não sei porquê, mas precisamos um do outro!
Gostaria de ter coragem para dizer tudo isto em voz alta, gostaria de ter coragem para te ter dado um beijo á mais tempo, mas não tenho.
Gostaria de ser um filho melhor… Mas, não sei como se faz!
Desculpa!
Não te vou dizer que és o melhor pai do Mundo, porque não é! Mas és o meu pai!...
 
Feliz Dia Do Pai (Ou O Que Resta Dele)
 
Adoro-te,
 
Jorge


Não tive coragem para lá ficar a vê-lo ler isto, mas foi tudo escrito de coração e acho que é isso que conta! Chorei ao escrever isto, porque infelizmente é esta a realidade...
:'(

Desafiado



Fui desafiado pelo Je Ne Sais Pas Porquoi do blog de nome homólogo... Muito Obrigado ^^

Regras:

  • Completar a frase
A Magia é "partilhar todos os momentos com Aquela pessoa, é viver intensamente o Amor!"

  • Oferecer a 10 blogs (ou a quantos quiseres xD)
Faltam - me 5 blogs... Estes são os mais importantes, mas todos os que eu sigo são mágicos!

Tristezas

É tão triste não poder andar com ele de mão dada por aí…
É tão triste não poder demonstrar o meu Amor por ele, da mesma maneira que os outros o fazem…
É tão triste ter que andar escondido, ter que andar com medo de que nos descubram…
É triste ter que me esconder numa casa de banho para poder estar a sós com ele, para o abraçar, para o beijar… Enfim, para o sentir, para eu ser dele e para ele ser meu…
É triste ter que mentir aos meus colegas (e alguns amigos…) e ter que fugir deles, para poder estar com ele…
Não gosto desta vida de mentira!
Gostava de poder ser livre como um pássaro e voar por esse céu fora, ou então um peixe e navegar por esses sete mares. Não gosto de estar acorrentado ao que os outros vão dizer se eu fizer isto ou aquilo… Não gosto, mas estou!
Estou acorrentado às regras morais da sociedade, que dizem o que é certo e o que é errado, que julgam as pessoas… Que não nos deixam ser livres! Ainda vivemos numa sociedade muito antiquada, apesar de brisas de mudança se começarem a sentir.

18.3.10

Agarradinhos

Estava difícil em escaparmos dos nossos colegas para irmos para casa dele. Conseguimos escapar com a ajuda da minha “maninha”, e lá fomos nós para a casa dele.
O caminho foi feito mais ou menos em silêncio (o mesmo não se pode dizer do caminho de regresso à escola…) e, confesso, foi meio estranho quando cheguei à casa dele. Senti-me nervoso!
Ele encaminhou – me para o quarto. Estávamos de pé e ele estava a arrumar uns livros, estávamos ali meio sem graça até que ele decide abraçar-me de uma forme intensa. Ficámos uns 2 minutos, ali, agarradinhos!
Depois disso deitámo-nos na cama dele e fomos estudar história (pelo menos tentar…). Quando não nos apeteceu estudar mais (o teste até correu bem), simplesmente, ficámos deitados na cama.
Deitados na cama a olhar um para o outro. Ele é lindo! Tem uns olhos pequenos, mas fofos e uns lábios carnudos. Simplesmente lindo.
Ficámos assim, a olhar-nos, a apreciar-nos durante tempo considerável. Até que ele começa a tentar me abraçar, bem sei que somos tímidos… Quando conseguiu, abraçou-me de costas e apertou-me bem contra o seu peito. Ficámos assim durante um longo tempo!
Depois eu decidi virar-me para ele, para o poder abraçar melhor. Ficámos ainda mais tempo abraçados, até que começámos aos beijos…
Continuámos abraçados um longo tempo, até que decidimos ver as horas… 3.40!!! OMG, devíamos estar a entrar na aula!!!
Fomos para a escola a correr e chegámos um pouco atrasados à aula (nada de grave… mas era aula de teste xD).
Na aula seguinte fui-me sentar na mesa dele e foi tão estranho não me poder encostar a ele, como tinha feito à alguns minutos… Nessa mesma aula tivemos a fazer planos, para os dias da viagem de finalistas (que nós não vamos) e que, por isso, as aulas não ser nada de jeito.
Nesses 3 últimos dias da semana, espero poder ficar mais tempo com ele, como fiquei hoje!
Nunca tinha estado assim com um rapaz (nem com uma rapariga xD) e foi bom, lindo, mágico!

Clip Da Semana

O clip desta semana é de uma banda que eu nem sabia que existia, nem sabia que gostava! Eles são os Muse e o clip é uma nova música deles: Uprising.
Adoro o clip, com eles a navegarem numa cidade miniatura... E a música está muito boa mesmo.

17.3.10


Como será estar nos braços dele? 

Para alegrar aqui o sítio...


E pensar que foi por causa isto que eu tomei consciência do que era e me comecei a mentalizar que era homossexual...

Correr por Amor

(…)Nunca tinha corrido por amor(…)

Saímos da escola, com a promessa silenciosa de que ele me ia abraçar… O caminho foi feito com algum silêncio, silêncio a mais diria eu.
Chegámos ao nosso destino, eu estava ansioso e o meu coração estava a dar sinais de compreender o que se estava a passar! Era agora, o tudo ou nada…
Acabou por não acontecer nada, ele perdeu a coragem e eu não me dignei a fazer nada com muita vergonha. Mal nos despedimos, com um simples adeus e seguimos diferentes caminhos, que eu estava sempre a olhar para trás. Queria vê-lo uma última vez!
Entrei dentro do edifício, fui até às bancadas e percebi que o meu lugar não era ali! Eu deveria estar abraçado a ele, deveria estar com ele!
Saí do edifício e comecei a correr… Fui parando algumas vezes porque a subida era um pouco íngreme e eu não sou muito resistente em exercícios deste tipo. Cheguei quase perto dele (a minha intenção era chegar por trás e abraçá-lo… Surpreende-lo!), mas abrandei porque fiquei intimidado com as súbitas figuras que se me apareceram à frente. Quando podia avançar até junto dele (e as figuras já tinham ficado para trás) eu já não tinha forças…
Tentei correr mais um pouco, mas estava exausto! Ainda gritei o seu belo nome, mas ele não ouviu (pensou que estava a alucinar…). Não consegui gritar mais…, o cansaço era total.
(Nunca tinha corrido por amor, mas quando o fiz vi que era cansativo! Cansativo mas gratificante, quando se atinge o que queremos. Não aconteceu desta vez, mas foi mais um passo para a frente! Mais um passo em direcção aos braços dele…)
Regressei, pelo mesmo caminho, ao edifício, triste por ter falhado! É que eu não estava triste por não ter tentado! Eu estava triste por ter tentado e não ter conseguido!

É triste… É triste ver como nos queremos abraçar, ficar agarrados para o sempre mas não podermos! O receio do que os outros vão dizer impera nas nossas mentes e então temos que estar escondidos.
Tentaremos aproveitar os dias de aulas em que todo o 9º ano vai para viagem de finalistas… Como as aulas não vão funcionar porque falta mais de metade da turma e porque estamos na última semana de aulas, vamos aproveitar para tentar estar sozinhos.
Fugir! Fugir de todos, perdermo-nos na escuridão e encontrarmo-nos nos braços um do outro!

15.3.10

You and Me

A noite de Sábado foi mágica. Não só porque o filme foi espectacular, mas porque estavas lá! Estavas lá e eras meu, de mais ninguém…
O regresso a casa foi doloroso! Não poder ficar contigo para sempre custa..., custou ainda mais quando me tive que despedir de ti e ir sozinho para dentro das 4 paredes que perfazem “O Meu Mundo”.
Claro que arranjámos logo uma maneira de nos sentirmos mais próximos… O telemóvel foi a nossa salvação para mais de duas horas de conversa. Entre palavras doces a Noite foi avançando profunda.
Muitas coisas foram ditas, senti que ambos despimos a nossa alma e revelámos todos os nossos sentimentos. Pena que estes momentos sejam silenciosos, silenciosos como a Noite!
Adormeci a pensar em ti, acordei a pensar em ti, nunca parei de pensar em ti. E o meu coração que batia anormalmente acelerado… Será que estava ansioso pelo dia de hoje? Talvez.
Entre sonhos de beijos e abraços adormeci… Levantei – me com uma felicidade que irradiava! O dia foi alegre…, sempre alegre.
Queria ter feito algo…, um abraço, nem que fosse um pequenino… Mas não fui capaz! Não consegui e muitas das vezes não existia oportunidade.
Lembra-me lá porque temos de nos esconder?
Não gosto de viver assim!...
Se os outros é que estão mal, porque temos de nos esconder?

Uma razão para gostar de Portugal...

Somos um país livre! Quando digo livre, refiro - me à inexistência de ciber-censura...

Ciber-Sencura [in Público]

14.3.10

Dia do Pai

O que dar a um pai? Que prenda é suposto oferecer-se a um pai no seu dia? Que prenda é suposto oferecer-se a um pai que não gosta de ler, não gosta de ouvir música…?
Não sei, sinceramente, o que lhe hei-de oferecer! E, é nestas alturas que, admito que não conheço o meu pai, não conheço o homem que me criou… Não sei de que gosta nem de que não gosta.
É triste!
É triste ver que ele pode ter deixado uma marca na minha Vida e eu na dele, isto por sermos pai e filho. Mas de resto, não passamos de completos estranhos. Acho que sei melhor os gostos do meu amante do que os do meu próprio pai!
Parece que 14 anos de convivência não deram em nada. Parece que eu não sou um bom filho… Que filho não sabe o que o pai gosta e não gosta?
Mas a culpa não pode ser só minha!
Considero que ele sempre esteve emocionalmente ausente… Simplesmente, eu e ele, não somos cúmplices, não lhe conto as coisas como conto à minha mãe ou nem lhas conto de todo!…
Simplesmente, acho que tenho vergonha!

11.3.10

Clip Da Semana

O Clip Da Semana é outra vez duplo.
Um clip é dos Coldplay com uma música já antiga, do albúm X&Y (penso que é de 2005), que que se chama The Hardest Part. Começou agora a ser um tanto ou quanto tocada nas rádios (pelo menos na RFM xDD). O outro clip é dos Travis e chama-se Why Does It Always Rain On Me.
Adoro ambas as músicas e foram as que mais ouvi esta semana.

Another [Bad] Day

O dia até começou normalmente bem e a manhã também se passou bem... Já não posso dizer o mesmo da minha tarde!
A professora de história marcou um teste surpresa que pensávamos que era hoje (se não fosse hoje era amanhã...), mas, a meu ver, ela não deu a matéria. Lemos uma parta na aula, lemos o resto em casa e depois na aula seguinte mostrou nos umas fotos da Sagrada Família, da Casa Batló, etc...
E só isso!
O teste era para ser amanhã, mas como alguém teve a (infeliz) iniciativa de ir dizer à professora que tínhamos 2 testes amanhã (inglês, que não tem nada de mais, e TIC que nem é preciso estudar!) e a professora muito coração mole, mudou o teste para a próxima quinta feira. Acontece que na próxima semana temos a semana cheia de testes com um para cada dia, montes de matéria e agora temos mais um. -.-'
Enfim, vai ser uma semana em que vou andar passadinho de todo para estudar e provavelmente não vou ter tempo para a minha dose diária de House...
Mas o mais giro disto tudo, é que fiquei passado quando soube que alguém tinha pedido para mudar o teste... E parece que sempre que estamos passados com algo as pessoas ainda são piores e as coisas só se dificultam. Foi o que aconteceu em casa e depois ainda reclamavam que estava a descarregar neles -.- É que santa paciência, perguntam-me se quero azeite... nunca utilizo e perguntam-me se quero salada de tomate, digo que não perguntam porquê.
Estou de mau humor, posso? 
God!

8.3.10

Heart Broken Or Not

Não estou zangado contigo! Nem nunca estive! É isso que odeio em mim, o facto de perdoar muito facilmente mesmo quando as pessoas nos magoam a sério... 

(A verdade é que todos te farão sofrer, tu só tens de escolher por quem vale a pena fazê-lo! - Autor Desconhecido) 

Queria que tudo voltasse ao normal, a sério que sim. Mas isso jamais vai acontecer! 
Não aguento os teus relatos sobre os teus apertos no coração, simplesmente não aguento e estou mal por isso. Eu sou a razão desses teus apertos, mas é para teu bem... Não quero essa tua amizade obcecada, essa tua amizade em que eu sou tudo para ti. Não quero porque isso não te faz bem e porque não sou nenhum ídolo e não sirvo para tal! 

Desculpa se te magoei com as minhas respostas ás tuas perguntas meio obscuras... Mas é a verdade! (E lá diz a velha Maria da Graça (a minha stora de História): Mais vale uma dura verdade do que uma suave mentira! E não é que a velha tem razão?)

Simplesmente eu não me consigo preocupar quando me dizem que alguém vai para o hospital... (Será isso bom?) Nem quando a minha mãe foi transplantada... Eu até acho que me esqueci, durante umas boas horas! 
Continuando a falar de ti, não percas a esperança! Tu podes não saber o que fazer agora, mas decerto que vais encontrar objectivos para alcançar na tua vida!... E motivos para viver até morreres muito velhinha.
Mas nunca me digas que não tens motivos para viver se não sabes quais eram antes de os perderes! Tu tens sonhos! Sonhos para serem realizados e tens que lutar por isso... Por mais que tudo te pareça muito enublado, o Sol voltará a brilhar e tu vais ser feliz!

"(...)And the sky is full of dreams
But you don't know how to fly(...)"

This Is Your Life - The Killers

Um minuto...

Um minuto é pouco tempo! Um minuto para pensar em assuntos sérios é pouquíssimo…Um minuto de silêncio para reflectir no menino que se atirou ao rio por ser vítima constante de bullying.(...)

_____________________

Podem chamar propaganda, ou o que quiserem... Apenas achei por bem mostrar-vos um texto que escrevi depois do minuto de silêncio que fizemos na escola, pelo menino que se suicidou. 

5.3.10

Clip Da Semana

Ontem esqueci - me de actualizar o Clip Da Semana... Mas hoje tenho a música perfeita: Bad Day - Daniel Powter.
Infelizmente não consegui encontrar o clip original, por isso fica uma actuação dele...

Bad Day

Existem aqueles dias em que quando algo corre mal, o resto corre tudo mal e o dia acaba por ficar estragado! Pois este é um desses dias...
Não sei exactamente o que fazer ou dizer... Simplesmente estou farto de fingir aquilo que não sou (se bem que se ser eu próprio numa altura destas não me faria nada bem =/ ), estou farto de me calar para não magoar as pessoas e estou farto de não saber dizer o que penso face-to-face, no momento oportuno!

Então é assim, a A. (minha "maninha") num momento de desespero (culpa dela, porque não me quis dizer o que se passava de modo a evitar um mal-entendido) disse à assistente social da escola que eu era gay... Acho que nãoi me zanguei...
Hoje, a A. diz me que a assistente social lhe disse que era melhor eu ir falar com ela (não sei para quê!) e que a A. tinha uma amizade doentia comigo (concordo totalmente!)... (tudo isto cara-a-cara) Também me disse (por sms...) que a assistente social tinha dito à minha professora de português do ano passado (professora actual da A.) que eu era gay. Eu simplesmente não disse nada, porque não queria pensar naquilo!
Simplesmente não quero ir falar com a mulherzinha (que desceu na minha consideração!) e não quero falar mais sobre o assunto! NÃO QUERO!

Odeio-te sinceramente!...
Mas infelizmente tudo o que escrevi neste post foi com a cabeça quente..., por isso não liguem muito...

Não sei o que hei de fazer... Não vou chorar (não consigo chorar de todo! pergunto - me se serei insensível...), mas quero!

O dia correu pessimamente mal e em casa as coisas não foram melhores... O jantar estava mau e agora estou cheio de fome... Grrr, só me apetecia sair da mesa e vir para o meu quarta! Parecia que estava tudo aluado quando estávamos a jantar...

Enfim... Não me importava, de todo, desaparecer para bem longe daqui... (Até me imaginei adulto, numa sexa feira... e comprar bilhetes de autocarro/comboio, para um destino qualquer desde que fosse fora do sítio habitual... Foi interessante...)

Telhados de Vidro...

O Vaticano foi abalado por mais um escândalo sexual desta vez por serviços de prostituição masculina disponibilizados dentro do círculo mais próximo de Bento XVI.

Angelo Balducci, um Cavalheiro de Sua Santidade, foi apanhado em escutas telefónicas pela Polícia a negociar com Thomas Chinedu Ehiem, um jovem de coro de 29 anos, sobre detalhes físicos específicos dos homens que ele queria para o servirem. A notícia foi divulgada pelo jornal britânico Guardian que afirma que as transcrições que dispõe indicam que muitos mais encontros com homens podem ter sido organizados para Balducci, pelo menos um dos quais com um seminarista.

O escândalo é amplificado pela política da Igreja Católica de que os actos homossexuais são ""intrinsecamente desordenados", sendo que o Catecismo da Igreja Católica é inequívoco: "em caso algum podem ser sancionados".

Balducci foi preso em 10 de Fevereiro, suspeito de envolvimento em corrupção generalizada. Um alto funcionário do governo italiano, há suspeitas de ter favorecido empreitadas de obras públicas para quem o beneficiava, em alguns casos com prostituição masculina. Não foram ainda feitas acusações formais.

Foi durante essa investigação sobre corrupção que as escutas telefónicas revelaram a sua suposta actividade sexual. Numa conversa, Ehiem diz a Balducci: "Eu vi a sua chamada quando estava no Vaticano... estava num ensaio ... no coral ... na Catedral de São Pedro". Ele então sugere a Balducci que se encontre com um homem que descreve com "dois metros de altura ... 97 quilos ... 33 anos, completamente activo."

Balducci é também um conselheiro sénior da Congregação para a Evangelização dos Povos, o departamento que supervisiona atividades missionárias da Igreja Católica Romana em todo o mundo.

Desde 1995, ele foi um membro de uma das fraternidades mais exclusivas do mundo - os Cavalheiros de Sua Santidade, ou Senhores Papais, os responsáveis pelo cerimonial da Casa Pontifícia. Nas palavras de um decreto de 1968, espera-se que "se distingam para o bem das almas e a glória do nome do Senhor".

A investigação inclui também uma rede de prostituição masculina organizada em Roma.

O cantor identificado como Ehiem nasceu na Nigéria e, segundo a imprensa italiana, foi despedido do coro da Catedral de São Pedro quando se tornou conhecido todo o escândalo. Começou a trabalhar para Balducci há 10 anos e segundo as escutas realizadas por cinco meses em 2008 terá arranjado 10 contactos com, entre outros, "dois rapazes negros de Cuba", um ex-modelo de Nápoles e um jogador de rugby.

Esta novo escândalo sexual no Vaticano vêm-se a juntar aos recentes casos com a Igreja Católica na Irlanda e na Alemanha, numa altura em que Portugal prepara-se para receber Bento XVI na sua primeira visita oficial ao país em Maio.
(Fonte: PortugalGay)

 Então e agora?
É que não há comentários...

4.3.10

Best day ever? 
No!
Just one more special day with my special friends ;)

Em relação ao post anterior...

É neste país que vou viver até morrer, que vou casar e viver feliz, que vou educar os meus filhos? 

3.3.10

OMG :O

INADMISSÍVEL! Inadmissível o que aconteceu em Mirandela!
E agora de quem é a culpa? Quem se vai responsabilizar? Onde estavam os auxiliares de acção educativa? Porque não se fez nada?
Simplesmente acho que a crueldade das crianças atingiu todos os limites! Não dá para acreditar que um miúdo de 12 anos se suicidou por estar a ser constantemente agredido pelos colegas...
Mas porque não se faz nada no combate à violência escolar? Há quanto tempo já andamos a bater na mesma tecla (ai o bullying isto, o bullying aquilo)??
E a Ministra da Educação?
É que se pensam que as vítimas de bullying vão fazer queixa a alguém, desenganem - se. Porque muitas delas sofrem em silêncio, para ver se não "apanham" mais!

Enfim... Não dá mesmo para acreditar!

1.3.10

Um sentimento de longa data...




"(...)Yeah, it's plain to see
that baby you're beautiful 
And there's nothing wrong with you 
It's me, I'm a freak (yeah) 
but thanks for lovin' me 
Cause you're doing it perfectly(...)"



Adam Lambert - Whataya Want From Me

Palavras

Cada dia que passa, sinto que as palavras se vão esgotando… Primeiramente iam desaparecendo devagarinho porque, meio tímidos, não falávamos muito. Agora, as palavras desaparecem à velocidade da luz!
Há palavras que até já perderam o sentido só de tanto serem usadas!
É que daqui a pouco, não tenho mais palavras para descrever o quanto ele significa para mim, o quão importante foi o seu aparecimento na minha Vida… Daqui a pouco apenas tenho silêncios para lhe oferecer!
Mas estes silêncios são especiais, são daqueles servidos em bandeja de ouro puro, daqueles em que as palavras são silenciosas e os diálogos longos silêncios harmoniosos.  
De qualquer maneira (com as palavras a gastarem – se a uma velocidade vertiginosa) eu não gostaria de lhe dar silêncios (sejam eles quais forem!). Gostaria de lhe dar gestos cúmplices e abraços suaves… Mas até que os gestos e os abraços não se tornarem um meio de comunicação entre nós, prefiro desgastar as palavras (aquelas palavras melosas) até que o seu significado se desvaneça e não faça sentido continuar a pronunciá-las (ou a escrevê-las…).
Quando esse triste acontecimento ocorrer teremos de combinar os gestos e ensaiar os abraços, para que tudo esteja perfeito! Para que possamos descrever com mais precisão a importância de cada um na Vida um do outro…
Claro que métodos eficazes, para descrever um sentimento tão simples (mas tão complexo) como é o Amor, não existem e quando a era dos gestos cúmplices e abraços suaves se extinguir teremos de descobrir uma nova maneira de comunicar.
Porque, no fundo, temos de nos redescobrir a nós próprios e um ao outro… Um processo de redescoberta para que as descrições possam ser feitas com, cada vez mais, precisão!